Vigilância Sanitária notifica mais 2 farmácias de Campinas

 Vigilância Sanitária notifica mais 2 farmácias de Campinas

A Vigilância Sanitária de Campinas autuou duas farmácias nos bairros Taquaral e Castelo por vender testes de covid-19 que não tem autorização.


A fiscalização nas farmácias foi um desdobramento da ação que já vinha sendo realizada pelo Setor de Produtos de Interesse à Saúde para monitorar as farmácias que realizam testes rápidos de Covid-19.

As farmácias vendiam testes, como os de PCR, que não são testes rápidos e exigem a coleta de secreção e envio a laboratório para a realização do teste.

O monitoramento foi motivado por busca ativa da própria Vigilância que verificou o oferecimento dos testes na Internet.

Os estabelecimentos foram notificados.

A realização de testes PCR é privativa de postos de coletas de laboratórios clínicos e não pode ser feito em farmácias. Estes estabelecimentos podem fazer testes rápidos imunocromatográficos para os quais a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) deu autorização emergencial por conta da excepcionalidade da pandemia.

Em Campinas, 18 farmácias têm essa autorização.

Porém, para realizar testes rápidos de antígeno, que utilizam secreções e não sangue, a farmácia deve possuir sala com sistema de ventilação que evite a contaminação do local e de trabalhadores.

Os técnicos da Vigilância também verificaram se as salas estavam sendo utilizadas exclusivamente para a realização dos testes.

Com relação às duas clínicas, na Vila Itapura e no Guanabara, a inspeção foi motivada por denúncias no telefone 156 relacionadas a condições que favorecem a transmissão de covid-19 como aglomeração e não exigência de uso da máscara.

Na fiscalização, não foram encontradas as irregularidades denunciadas e os profissionais fizeram reforço de orientações.

Outras notícias