Assim como os supermercados e os postos de combustíveis que reajustaram os preços de seus produtos para lucrar em cima das pessoas na retomada da economia, os vendedores autônomos da zona azul de Campinas também aproveitaram para tirar um a mais por fora.

O bilhete tem o preço oficial de 4 reais, porém revendedores não credenciados acabam vendendo os cartões aos motoristas pelo preço de 6 reais, 50% a mais que o normal.

Atualmente a cidade tem 1900 vagas disponíveis para estacionamento porém motoristas estão relatando problemas para encontrar postos de vendas dos cartões oficiais.

Com isso, os motoristas acabam tendo que comprar os bilhetes de pessoas que não são cadastradas e ainda extorquem cobrando um valor absurdo pelo tempo de estacionamento.

A Emdec informou que a venda não autorizada de bilhetes da zona azul é crime e deve ser denunciado pelo telefone 118. Quando a pessoa deixa o carro para procurar um local onde vende o bilhete, ela não deve ser multada e se isso ocorrer, a multa é cancelada. A cidade tem 67 pontos oficiais de venda.

Da Redação ODC.
Fonte: G1
Leia também: Rapaz que se recusou a colocar máscara em sorveteria de Campinas já ameaçou médica em Jaú