A bizarra “inauguração” do BRT, feita ontem por Jonas e Barreiro, e desmentida agora pelo ODC

 A bizarra “inauguração” do BRT, feita ontem por Jonas e Barreiro, e desmentida agora pelo ODC

A prefeitura de Campinas resolveu passar vergonha no último dia de governo “inaugurando” as obras do BRT que ainda não foram finalizadas. Para ficar ainda mais feio, algumas mentiras foram ditas para a população.

Como é sabido, a obra ainda não foi finalizada. O prefeito Jonas Donizette, ao lado do péssimo secretário de transportes, Carlos José Barreiro, promoveram um verdadeiro show de horrores achando que a população é tonta. Comentando a transmissão ao vivo, os milhares de comissionados pagos com dinheiro público, já que a população é bloqueada, assim como o ODC.

Jonas começou fazendo afirmações falsas sobre a “operação”, dizendo que a obra está “100% operacional”. Isso é mentira. A saída do Corredor Campo Grande ainda não está pronta, por isso a linha 212 circula pelo corredor apenas em um sentido, já que não tem como sair se entrasse na via no sentido Centro.


Vários trechos estão sem fazer, como o do Shopping Parque das Bandeiras, o alargamento da Avenida John Boyd Dunlop embaixo da ponte da Rodovia Anhanguera, que acabou criando um enorme e ridículo gargalo nos dois sentidos.

Quem vem pelas pistas novas acabam tendo que se espremer em uma pista, ou seja, de quatro faixas ficam apenas uma. O mesmo acontece na subida depois do cruzamento da Avenida Transamazônica, que ficou sem a ponte que acaba com o cruzamento por lá.

Na saída da Via Perimetral para o futuro terminal Campos Elíseos foi feita uma gambiarra para que a prefeitura possa colocar em operação na semana que vem a linha 130, que vai fazer um itinerário bastante esdrúxulo. Como a saída do Corredor Campo Grande ainda não está pronta, a linha vai usar o corredor Perimetral apenas no sentido bairro.

A prefeitura correu para colocar essas duas linhas com o objetivo de justificar o uso da obra de alguma forma. A escadaria que dará acesso à Estação Bonfim teve a obra paralisada pois os funcionários foram remanejados para outros trechos da obra, mas isso a prefeitura não disse na “inauguração”.

No Corredor Ouro Verde há vários trechos mal acabados e cheios de mato. Não é possível que a prefeitura teve a audácia de dizer que tudo está “100% operacional”. Sobre as estações em desuso, as desculpas foram ainda mais esfarrapadas.

É sabido que a prefeitura está escondendo da população as linhas do BRT, tanto que nem as colocou no fajuto edital do transporte público. No documento, extremamente mal feito e cheio de erros, a Emdec justifica que as linhas seriam criadas “em momento oportuno”, ou seja, as empresas vencedoras iam operar um BRT sem saber de que jeito.

A prefeitura já montou a rede, mas com medo da reação negativa da população, continua escondendo os novos itinerários já que várias linhas antigas deverão ser extintas. Dessa forma, a prefeitura disse que as estações não estão em uso por “culpa da justiça”.

Como foi a Justiça que suspendeu o edital do transporte, seria culpa dela as estações do BRT não estarem em funcionamento. Se a licitação do transporte já tivesse sido feita, as “novas empresas já estariam operando as novas estações”.

Isso também é mentira. É muito possível que as atuais empresas possam operar o sistema de BRT, apenas adaptando portas altas do lado esquerdo dos atuais ônibus. A Emdec segue com a ilusão de que o sistema será operado com ônibus articulados elétricos. Isso não vai acontecer e todo mundo sabe, mas Barreiro, talvez tentando continuar no cargo, segue com essas mentiras.

A propósito, esse caso da Justiça suspender a licitação campineira e a prefeitura se isentar de culpa não tem o menor cabimento. Desde 2016 a Justiça estava mandando a prefeitura fazer a licitação, mas Barreiro, de birra e sabendo que poderia enrolar o máximo que pudesse, resolveu fazer apenas em 2019, tudo de qualquer jeito, com um edital completamente ridículo já para a justiça propositalmente barrar. Entramos em 2020 com a licitação barrada e o governo acabou, poxa vida. Que coincidência, não?

Para fazer um draminha, Jonas disse que tudo é culpa da Justiça, que foi ela quem não deixou a licitação continuar. Se tivesse feito o edital em 2016 como a mesma Justiça mandou, nada disso teria acontecido. A prefeitura pensa que a população é o que? Que não sabe nada? A única culpada pelo BRT ainda não funcionar é a prefeitura por ter mantido um incompetente na secretaria de transportes por tanto tempo, e ainda dizer que o Barreiro foi ótimo. Coitada da população…

Na “inauguração” foi dito que 94% das obras estão concluídas. Na verdade alguém na prefeitura está mal de matemática pois três viadutos que foram prometidos para ainda neste ano deverão ficar para o ano que vem. Só isso são mais de 6% das obras.

Barreiro, em sua apresentação patética, ainda disse que está mandando instalar pontos comuns perto das atuais estações altas do BRT para que ônibus comuns circulem, já que com a Justiça barrando o edital, não tem como o sistema funcionar. Mais mentiras. A Emdec não coloca o BRT para funcionar porque não quer, e joga a culpa na justiça.

Jonas ainda, mostrando total desconhecimento da cidade, disse que Campinas não tem ônibus de “piso alto” para operar no BRT, apenas de “piso baixo”. O secretário de transportes, que é um engenheiro elétrico, também não tem o menor conhecimento técnico de ônibus. Ônibus de piso baixo é sem escada, igual os “superarticulados” que rodavam na 121 antes da pandemia. Ônibus com escada, qualquer um, é de piso alto. Campinas tem sim ônibus de piso alto, só não tem ônibus com piso adaptado para o BRT, algo que Jonas e Barreiro nem conseguiram explicar, tamanho desconhecimento do que estavam falando.

E o Terminal Central? O BRT vai parar lá mesmo, acreditem! Barreiro disse que os ônibus vão mesmo para lá mas que “em breve” os camelôs vão para outro local e o terminal será ampliado. Qual o problema desse secretário parar de mentir e dizer a verdade? Todo mundo sabe que o projeto para a retirada dos camelôs é de dois anos? Ou seja, nem no final de 2021 o Terminal Central será ampliado.

É lamentável que Campinas tenha gasto R$ 450 milhões em uma obra tocada por duas pessoas incompetentes: Barreiro e Jonas Donizette. Duas pessoas completamente inexperientes em obras de grande porte que jogou a cidade no caos e que, por enquanto, não estão servindo para absolutamente nada. Seria muito melhor que ambos tivessem a humildade de reconhecer os erros que cometeram e jogar limpo com a população.

Mas não se preocupem. O ODC está acompanhando tudo de perto e desmente para vocês o que eles dizem. Na virada do ano, surpresas vão acontecer, e não será nada de bom do governo Dário, será continuidade do governo Jonas pois o que vem aí já estava pronto e previsto. Não se deixem enganar por discursos vazios.

Da Redação ODC.
Leia também: Guarda Municipal de folga persegue e prende bandidos que roubaram idosos no Terminal Ouro Verde

Outras notícias