Obras do BRT em Campinas avançam, mas não ficarão prontas no prazo

 Obras do BRT em Campinas avançam, mas não ficarão prontas no prazo

O ODC sempre foi implacável em relação à fiscalização das obras do sistema BRT em Campinas, porém com a pandemia do novo coronavirus, o foco acabou mudando um pouco, mas não deixou de acompanhar tudo.


Alguns pontos que foram alvo de intensas críticas do ODC já entraram em obras. Um deles é o cruzamento da Avenida Transamazônica com a Avenida John Boyd Dunlop.

Já começaram as escavações no entorno das avenidas, indicando onde ficarão as faixas de rolagem dos veículos. Em breve deve começar a instalação das vigas dos novos viadutos do local.

ACESSO À PERIMETRAL

Outro ponto que está com a obra bastante avançada é a do acesso da Avenida John Boyd Dunlop ao Corredor no antigo leito do sistema VLT. Ali estava pronta apenas uma parte do viaduto, muito íngreme, mas a parte de baixo já está com ótimo andamento.

Do jeito que as obras estão indo, o corredor do Campo Grande deverá ser entregue primeiro, iniciando a operação, mesmo que de forma parcial, ainda neste ano.

O prazo dado pela prefeitura, que seria o do dia 30 de junho, é impossível de ser cumprido a essa altura. Por isso, trabalha-se com o prazo de finalização até o final do ano.

As estações em regiões mais movimentadas já estão recebendo os acabamentos finais. É o caso das estações Londres e Jardim Aurélia. O terminal de integração Satélite Íris também já está bem avançado.

Alguns trechos ainda chamam a atenção pela lerdeza como é o caso da estação na frente do Parque das Bandeiras Shopping. Até o momento nada foi feito por ali.

O que se pensava é que ali as obras iriam começar agora, aproveitando o fechamento do shopping por causa da pandemia do novo coronavirus e o consequente tráfego menor, mas não foi isso que aconteceu.

A ponte sobre a Rodovia dos Bandeirantes também não foi alargada e nem será, causando um gravíssimo gargalo nas horas de pico, já que provavelmente uma das duas faixas de cada sentido será exclusiva para os ônibus.

A prefeitura deverá esperar a resposta para a construção de um suposto novo trevo ali, o que não deve acontecer. Logo, ninguém vai alargar a ponte tudo ficará como está.

No corredor do Ouro Verde, as coisas estão andando a passo de tartaruga. Poucas intervenções estão sendo feitas apenas para não dar a impressão de que a obra está parada. Do outro lado, o novo Terminal Campo Grande já vai ganhando forma.

O ODC está de olho em tudo e segue fiscalizando as obras. Não esquecemos delas.

Da Redação ODC.

Fonte: Reportagem ODC.

Leia também: Após anos de enrolações, ponte que liga Jd. Pacaembu ao Jd. Garcia é finalmente aberta

Outras notícias