Campinas lança campanha para eliminar Dengue e variações


A Prefeitura de Campinas lançou na manhã desta quinta-feira, 30 de março, o Programa Compromisso PMC Contra as Arboviroses. Iniciativa do Comitê de Prevenção e Controle das Arboviroses, o programa visa orientar e conscientizar os servidores municipais sobre a importância da eliminação de criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika vírus e chikungunya.

O evento, realizado no Centro de Educação Infantil (CEI) Lídia Bencardini Maselli, no Jardim Capivari, região Noroeste da cidade, contou com a presença do prefeito Dário Saadi, do secretário de Saúde, Lair Zambon, e demais autoridades municipais.

Na ocasião, Saadi ressaltou a importância de olhar para dentro da Administração e garantir o enfrentamento das arboviroses nos serviços municipais. “Hoje estamos lançando esse Programa com a proposta de eliminar criadouros da dengue dentro dos prédios públicos, escolas, centros de saúdes, serviços da área social. Afinal, a dengue tem que ser enfrentada por todos e, nas escolas, além do trabalho pedagógico, as crianças são conscientizadas a levar o enfrentamento da dengue para dentro de casa e acabar com os criadouros do mosquito Aedes aegypti”, destacou.

Para o secretário Lair Zambon, o trabalho desenvolvido na escola renova a esperança. “A animação das crianças é contagiante e nos traz uma alento. Essas crianças vão crescer vendo a necessidade do coletivo e do respeito ao próximo. É muito importante compreender que o combate à dengue é responsabilidade de toda a sociedade”, falou.

Compromisso PMC

O trabalho proposto no Compromisso PMC vai durar 15 semanas consecutivas e vai atingir todos os equipamentos da Prefeitura, serviços da administração pública direta e indireta, contratados e conveniados e suas respectivas pastas sobre a tendência de agravamento do cenário das arboviroses em 2023 e necessidade de engajamento em ações de combate ao mosquito Aedes aegypti.

Neste período, as equipes vão ressaltar a importância da retirada dos criadouros e distribuir um checklist para que todos os servidores verifiquem a presença de recipientes ou estruturas que acumulam água e possam servir de criadouros do mosquito.

Atividades

Para estimular o reconhecimento e eliminação de focos do mosquito, durante o lançamento do Programa, as Secretarias de Educação e de Saúde realizaram uma atividade pedagógica para as crianças de caça criadouros.

Também foi preparada uma exposição apresentando os trabalhos desenvolvidos sobre as arboviroses, que em Campinas faz parte do Projeto Pedagógico Educacional. Na sequência, os técnicos fizeram uma demonstração para os servidores da unidade educacional e da Praça de Esportes Cândido Rodrigues Santos, que fica próxima ao local, sobre formas de prevenção e controle dos criadouros do mosquito.

No período da tarde, as ações continuam na Sanasa onde líderes receberão orientações sobre como eliminar criadouros do mosquito e receberão orientações sobre a doença.

Números

Atualmente, Campinas tem 908 casos de dengue confirmados entre 1 de janeiro e 29 de março deste ano. No mesmo período, foram registrados cinco casos de chikungunya.

O Comitê

O Comitê Municipal de Enfrentamento das Arboviroses foi criado em 2015 e reúne 14 secretarias municipais: de Governo; Saúde; Educação; Serviços Públicos; Verde, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; Gestão e Desenvolvimento de Pessoas; Administração; Comunicação; Trabalho e Renda; Esportes e Lazer; Cultura e Turismo; Habitação; Relações Institucionais, e Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos.

As informações são da Prefeitura de Campinas.
Leia também:
Cresce o diagnóstico de câncer no intestino no Brasil

Conteúdo relacionado

Busque

Linhas de Campinas

Linhas de Paulínia

Linhas de Hortolândia

Linhas de Sumaré