Desconectado da realidade, presidente da Emdec diz que só “minoria” quer BRT na Moraes Salles

Publicado em:

O presidente da Emdec, Vinicius Riverete, disse em entrevista nesta última segunda-feira, dia 12/02, que apenas uma ‘minoria’ quer a parada das linhas do BRT na Avenida Moraes Salles.

A afirmação foi dada durante entrevista para a Rádio CBN Campinas. Riverete esteve no local para tirar dúvidas dos ouvintes sobre o BRT, sistema de transporte que segue em operação improvisada na cidade.

Durante a resposta sobre o questionamento da possibilidade de instalação de uma parada na Avenida Moraes Salles, em frente à Guarda Municipal, um dos maiores pontos de concentração de passageiros do Corredor Central, Riverete disse que apenas uma “minoria” quer que essas linhas parem ali.

O referido ponto fica superlotado e enche as linhas paralelas que ainda circulam juntas com as linhas do BRT, como 212, 229, 131, 133, 121, entre outras, impedindo suas desativações e deixando o sistema ainda mais precário do que já é.

Curiosamente, tal afirmação foi dada na rede de rádios sem qualquer embasamento técnico-numérico. Por conta disso, a reportagem do ODC pediu à Emdec o estudo que supostamente foi feito para que corrobore a declaração de Riverete.

Além de ser um importante ponto de integração com as linhas que seguem para o sentido Valinhos, que sobem pela Avenida Francisco Glicério na hora de pico da manhã e descem pela Rua José Paulino no pico da tarde, o ponto da Avenida Moraes Salles concentra um número muito maior de passageiros para desembarque do que o Terminal Central.

Hoje em dia os passageiros sequerm sabem qual é o ponto mais perigoso, já que o Terminal Central voltou a ser ponto de pedintes com a inércia da segurança no local, que simplesmente deixa os portões abertos sem qualquer controle, principalmente nos domingos.

A Emdec continua fechando os olhos para esse ponto da Avenida Moraes Salles e reforça ainda mais que há alguma conotação política ou interesse escuso de alguém para que o local não vire ponto do BRT.

Recentemente o ODC fez uma matéria mostrando a viabilidade técnica da parada do BRT nesse ponto, depois de muita discussão com vários especialistas no assunto, mas a “área técnica” da Emdec, mais uma vez, chafurdou com palavras sem mostrar os estudos, como é praxe da empresa.

Enquanto isso, o BRT de Campinas continua com sua operação mambembe.

Da Redação ODC.
Leia também:
Bairro de Campinas ficará sem água na quinta-feira, dia 15/02

Busque

Linhas de Campinas

Linhas de Paulínia

Linhas de Hortolândia

Linhas de Sumaré