Emdec faz pesquisa e constata que 90% aprovam o tempo de trajeto e itinerário da linha BRT20 do Campo Grande

·

·

·

Tags:

Uma pesquisa de opinião realizada pela Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) com 375 usuários da linha BRT20 revelou que cerca de 90% aprovam o tempo de trajeto e o itinerário praticado pela linha. As entrevistas foram realizadas entre os dias 13 e 16 de fevereiro, nos terminais Campo Grande e Mercado; e nas oito estações atendidas pela linha, nos horários de pico.

A linha BRT20 começou a circular em novembro do ano passado (2022), atendendo a cinco estações e terminais: Terminal Campo Grande, Terminal Satélite Íris, Estação Londres, Estação Rodoviária e Terminal BRT Mercado. Em janeiro deste ano, ampliou o atendimento para 10 estações e terminais no total, realizando paradas também nas estações Rossin, Florence, Roseira (PUCC), Garcia e Aurélia. E, desde segunda-feira, 6 de março, faz o percurso vai e volta.

Composta de seis perguntas qualitativas, três de informações pessoais e um espaço para sugestões, a pesquisa mensurou a satisfação dos usuários quanto aos aspectos operacionais da linha, infraestrutura das estações e orientação prestada pela equipe técnica.

“O resultado mostra que estamos no caminho certo no que se refere à operação técnica da linha, conforto e estabilidade das estações. A ideia é utilizar os resultados e as sugestões recebidas para aprimorar o atendimento aos usuários do transporte público”, explica o presidente da Emdec, Vinicius Riverete.

O tempo de percurso foi considerado “ótimo” por 22,93% dos entrevistados e “bom” por 66,93% dos usuários. Outros 9,33% avaliaram o trajeto como “regular”. Já o itinerário foi considerado “ótimo” por 20% dos entrevistados; “bom” por 69,87%; e 8,8% dos usuários classificaram o trajeto como “regular”.

O conforto das estações, que considera cobertura e oferta de bancos, por exemplo, foi outro tema abordado. O quesito foi classificado como “ótimo” por 14,13% dos entrevistados; “bom” por 57,87% e regular por 20% dos participantes. Já a acessibilidade das estações obteve 14,67% de avaliações como “ótima”, 70,13% avaliaram o item como “bom” e 12,8% como “regular”.

A comunicação visual das estações e terminais, que garante que as informações sejam prestadas aos usuários, foi avaliada como “ótima” por 19,2% dos usuários; “boa” por 66,93% dos entrevistados; e “regular” por 11,47%. A equipe de Agentes da Mobilidade Urbana e educadores, que orienta os usuários diariamente e nas abordagens educativas, também obteve mais de 90% de aprovação. A postura dos profissionais foi considerada “ótima” por 24,8% dos entrevistados; “boa” por 66,93%; e “regular” por 4,8%.

Dos 375 entrevistados, 35,73% apresentaram sugestões para melhoria dos serviços prestados nas estações e terminais atendidos pela linha BRT20. Entre elas a ampliação do número de bancos e da frota; indicação de melhorias na cobertura das estações; das condições de ventilação; e instalação de bebedouros. A operação aos finais de semana foi apontada por 6,72% das pessoas que apresentaram sugestões.

As informações são da Prefeitura de Campinas.
Leia também:
Mulheres ganham 20% menos que os homens, mostra OIT