Mais dois ônibus são apedrejados na altura do Jd. Itatinga em Campinas

·

·

·

Tags:

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros da Região Metropolitana de Campinas (SetCamp) informa que, novamente, o transporte urbano de Campinas registrou mais dois casos de vandalismo, um dos quais com três vítimas. Infelizmente, em Campinas, os crimes contra o patrimônio têm ocorrido quase todos os finais de semana.

Novamente, os casos aconteceram nas linhas da área azul claro. Um deles ocorreu às 5h40, quando o veículo trafegava pela rua Dr. Gustavo Orsolini, sentido bairro X Centro, próximo à passarela, perto do Scape Motel. Vândalos que haviam atravessado a passarela, atiraram pedras que atingiram a janela traseira direita do ônibus prefixo 1884, da linha 1.94.

Três passageiros tiveram ferimentos e, imediatamente, o motorista parou o veículo e acionou o Samu. Apenas uma vítima aguardou a chegada da ambulância e foi encaminhada à UPA do São José, acompanhada pela equipe da concessionária. O ônibus foi recolhido à garagem e colocado um reserva para não prejudicar o serviço.

O outro crime ocorreu às 6h37, na Rua Eldorado, sentido Centro x bairro, com o ônibus articulado prefixo 1577, linha 117. Esse ônibus teve vidros de janelas quebrados e bancos arrancados.

“Os crimes continuam a ocorrer como se fosse algo normal. O SetCamp faz a parte dele, assim como as concessionárias. São registrados boletins de ocorrência mas, infelizmente, o problema não é resolvido”, alerta Paulo Barddal, diretor de Comunicação do SetCamp.

A postura dos vândalos, como são classificadas as pessoas que cometem crimes contra o patrimônio, existe falta de bom senso, de empatia com o próximo, nenhuma preocupação em manter o que é usado pela comunidade, desrespeito e falta de educação”, diz Barddal. Em síntese, serão mais dois veículos fora de operação em um momento em que o sistema retoma a operação normal, pois a partir de segunda-feira, as aulas serão retomadas no município. Ainda não foram contabilizados o custo dessas ações criminosas.

As informações são do Setcamp.
Leia também:
Opinião: Todo mundo esqueceu da licitação do transporte, mas nós não!