Menino no barril: vizinhos estranharam que garoto não saía mais de casa

 Menino no barril: vizinhos estranharam que garoto não saía mais de casa

A denúncia que levou a Polícia Militar a descobrir que um menino de 11 anos de idade vivia em um barril de metal no Jardim Itatiaia, em Campinas, partiu de vizinhos que estranharam que o garoto havia “sumido”.

Os moradores da região da Rua Recôncavo que conhecem o menino notaram que ele deixou de ir brincar na rua e conversar com colegas há alguns dias.

Eles também estranharam um buraco no alto de uma das casas, e que viram uma pessoa olhando discretamente pelo local em algumas oportunidades.


Foi aí que resolveram ligar para o 190.

O garoto foi encontrado dentro de um barril de ferro, com as mãos e pés amarrados.

Pernas inchadas, dores constantes

Quando a Polícia Militar resgatou o menino, a primeira coisa que ele pediu foi algo para comer, como lembrou o 2º sargento Mike Jason, em entrevista ao ODC.

“‘Eu queria alguma coisa para comer’, ele disse, depois contando que estava há três dias sem colocar nada no estômago, e lembrando que tinha que comer fezes”, contou.

O menino ficava de pé o tempo todo, por isso os tornozelos e pés estavam extremamente inchados.

Ele segue internado no Hospital Ouro Verde com quadro de desidratação.

Os inchaços já foram controlados.

Outras notícias