Não existe mais justificativa para novos atrasos nas obras do BRT, a não ser incompetência

 Não existe mais justificativa para novos atrasos nas obras do BRT, a não ser incompetência

Foto: Luciano Roncolato

O novo atraso nas obras do BRT não tem nenhuma justificativa. Com quase tudo pronto, as desculpas esfarrapadas dadas pelo agora secretário de infraestrutura de Campinas, Carlos José Barreiro, não têm o menor cabimento.

Mais uma vez ele veio à público para dizer que a paralisação do processo de licitação do transporte coletivo urbano de Campinas a pedido da Justiça foi quem atrapalhou o cronograma da obra. Isso não faz o menor sentido.

É sempre muito importante lembrar que o edital do transporte foi feito na gestão dele pela sua péssima equipe de “técnicos” que sequer andam de ônibus. Para piorar, as linhas do sistema BRT não foram incluídas no edital, ou seja, não tem nem como usar esse argumento como desculpa.


Se as linhas do BRT não estavam no edital, por que a culpa do atraso nas obras é da Justiça? A conclusão das obras independe completamente da licitação do transporte. Mesmo se o transporte não tivesse sido licitado, a obra poderia sim já ser entregue, o que não aconteceu até hoje.

O corredor do Ouro Verde é o que sofre mais com os atrasos. As obras do novo Terminal Ouro Verde estão em andamento há meses e até agora muito pouco foi feito. Nunca podemos nos esquecer que a responsável por esse setor da obra é o consórcio que tem a empreiteira Artec como integrante.

A Artec já foi retirada do consórcio construtor do BRT de Sorocaba justamente por não cumprir prazos e ainda atrasar o salário de funcionários. Tudo isso é fato público, publicado amplamente na imprensa. Mesmo assim, Barreiro continua corroborando com os péssimos serviços prestados por ela.

Além dos atrasos, há várias falhas no que já foi entregue. A Estação Capivari, na Avenida Ruy Rodriguez, está completamente torta, e pelo jeito vai ficar assim mesmo. O maior erro de Dário foi ter mantido Barreiro no governo, pois ele já foi um péssimo secretário de transportes, empurrou a licitação com a barriga até o final do mandato de Jonas Donizette e empurrou a bomba para o governo seguinte.

Não existe mais nada o que ser justificado para o atraso nas obras, a não ser incompetência da Secretaria de Infraestrutura, comandada por Barreiro. Se faltam menos de 10% das obras, e o pior já foi feito, o que resta é a falta de comando.

Da Redação ODC.
Leia também: Vereadora apresenta projeto que eleva para R$ 19 mil multas para festas clandestinas em Campinas

Outras notícias