Obras do BRT de Sorocaba começaram depois do BRT de Campinas e vão ficar prontas primeiro

 Obras do BRT de Sorocaba começaram depois do BRT de Campinas e vão ficar prontas primeiro

A cidade de Sorocaba, uma das grandes do Estado de São Paulo, também está fazendo a implantação de um sistema BRT integrado a outros corredores simples estruturados para melhorar a mobilidade da população. Lá, as obras começaram em 2018 e já estão bastante avançadas, com conclusão de finalização no final deste ano.

No mês que vem o primeiro corredor, o da Avenida Itavuvu, já terá testes em seu primeiro trecho com seis estações. Ao contrário de Campinas, onde a obra foi feita de forma toda atrapalhada e com qualidade duvidosa, em Sorocaba as coisas são um pouco diferentes. Lá, a maior parte do dinheiro está vindo da iniciativa privada, ou seja, do Consórcio Sorocaba, que já opera parte das linhas da cidade. A outra parte do dinheiro vem da prefeitura em parceria com o Governo Federal.

As avenidas onde o sistema foi implantado não são diferentes das de Campinas, inclusive algumas delas até com mais dificuldades do que por aqui, porém as devidas desapropriações foram feitas e o progresso avançou, ao contrário do BRT campineiro que está cheio de gambiarras porque simplesmente o “tocador de obras” Carlos José Barreiro fracassou nas negociações para desapropriar imóveis no Jardim das Roseiras e no Centro. Com isso, haverá estreitamento do corredor em várias frentes.


Quando tudo estiver pronto em Sorocaba, serão 16 quilômetros de vias BRT em três corredores e mais 24 quilômetros de vias exclusivas. Como a obra foi tocada pela empresa que vai operar o sistema, as estações são mais simples, com menos luxo e consequentemente mais baratas, porém com a mesma funcionalidade das estações enroladas daqui. O Consórcio Sorocaba terá a concessão do serviço por 20 anos, ou seja, tempo suficiente para poder recuperar o investimento milionário.

Já em Campinas as obras continuam a passos de tartaruga manca reumática em vários trechos, atrasadas e que não serão concluídas no prazo prometido por incompetência da prefeitura por não ter experiência alguma em obras. Toca tudo como se fosse há 50 anos atrás, leva caos e transtorno à população e omite informações importantes.

Para conhecer mais sobre o sistema BRT de Sorocaba, é só acessar o site http://brtsorocaba.com.br/brt-sorocaba.html.

Da Redação ODC.

Outras notícias