Procon divulga pesquisa de produtos de Páscoa 2023

·

·

·

Tags:

O Procon Campinas divulgou nesta sexta-feira, 31 de março, a pesquisa de produtos de Páscoa de 2023. A coleta de preços foi realizada entre os dias 16/03 e 30/03 em sete estabelecimentos comerciais e envolveu 131 itens, abrangendo: 55 Tabletes de chocolates, 12 Colombas, 10 caixas de chocolate/pacotes e 54 ovos de diversas marcas. O objetivo da pesquisa é oferecer uma referência ao consumidor por meio dos preços médios obtidos.

A maior diferença encontrada foi em relação às barras de chocolate que chegam a apresentar 66,77% de diferença no mesmo item. Já com relação aos ovos de chocolate, há variação de até 60,02% no valor cobrado. Os bolos pascais, por sua vez, têm menor diferença entre os estabelecimentos pesquisados, sendo de 11,77% a maior variação de preços.

Também chama a atenção, na pesquisa, a variação de preços entre marcas. Um Ovo de Páscoa de 354 gramas de uma determinada marca custa, em média, R$ 103,76; enquanto item de outra marca, com peso semelhante (357 gramas) sai por R$ 54,79 (preço médio).

A pesquisa completa está disponível em https://procon.campinas.sp.gov.br/informativo-e-pesquisa-p-scoa

Segundo a diretora do Procon Campinas, Yara Pupo, a tradicional pesquisa de preços auxilia os consumidores na hora de fazer suas compras ao trazer uma média de preço para os principais produtos comprados neste período. “As diferenças de preço encontradas para alguns itens são expressivas. Por isso, é importante pesquisar antes de ir às compras para, desta forma, conseguir empregar melhor o orçamento que a família tem para gastar com itens da Páscoa”.

Também foi publicado hoje o informativo de Páscoa com orientações para os consumidores como, por exemplo, a necessidade de comparar preços, avaliar orçamento e custos adicionais como frete e deslocamento. Além disso, o material destaca a importância de ficar atento com os rótulos e verificar se contém identificação do fabricante, data de fabricação e validade, peso, composição, informação de risco à saúde e segurança. Selos de inspeção federal e do Inmetro, no caso de ovos de chocolate com brinquedos, devem estar na embalagem. Neste último caso, é preciso ainda checar a faixa etária do brinquedo e tomar cuidado com os que tenham peças muito pequenas que possam ser engolidas.

As informações são da Prefeitura de Campinas.
Leia também:
FreeCô investe na maior campanha da sua história