Nos últimos tempos os motéis no Brasil deixaram de ser usados apenas por pessoas que buscam ter relações íntimas e viraram uma alternativa mais barata de hospedagem.

Mas e a higienização do local, será que é feita da melhor forma possível, ou pelo menos da forma como deveria ser feito? Alguns segredos foram revelados por pessoas que trabalham em alguns desses estabelecimentos no país.

A primeira recomendação é evitar ir em motéis em datas comemorativas, pois quando há muita ocupação, o tempo de limpeza geralmente é inferior a meia hora, ou seja, nem tudo acaba sendo limpo.

O controle remoto é um dos itens mais sujos do local, já que nunca são limpos. As capas de couro nos colchões são para evitar que os fluídos penetrem no colchão, mas isso, pelo menos, é limpo.

Piscinas e banheiras de hidromassagem nem sempre são limpas como deveriam, por isso a dica é não usar esses equipamentos durante hospedagens.

Por tudo isso, a recomendação é visitar motéis mais conhecidos e com boa reputação na cidade, pois geralmente são conhecidos justamente pelo seu alto nível de limpeza e qualidade do serviço prestado.

Da Redação ODC.
Fonte: Meio Norte
Leia também: Ministro da Saúde confirma início de vacinação contra novo coronavirus em janeiro de 2021