Trenzinho volta a Campinas para mais uma enrolação de trem que não sai do papel

·

·

·

Tags:

Olha quem voltou, o trenzinho da CPTM que já tinha vindo para Campinas ainda durante o governo Márcio França, e de lá pra cá o que tivemos? Absolutamente NADA!

O prefeito de Campinas, Dário Saadi, recebeu, na tarde desta terça-feira, 4 de abril, na Estação Cultura “Antonio da Costa Santos”, secretários estaduais e diretores, para conversar sobre o Trem Intercidades (TIC) e o Trem Intermetropolitano (TIM). A comitiva partiu de São Paulo, da Estação da Luz, no período da manhã e chegou a Campinas no início da tarde. A viagem simulou o traçado do TIC e do TIM.

“A Prefeitura está alinhada com o governo do Estado. Importante que o município faça a sua parte nesse projeto. Temos que ter um ambiente adequado para a chegada do futuro trem a Campinas. Estamos fazendo ações de requalificação deste espaço (em relação ao pátio ferroviário)”, disse o prefeito Dário Saadi. O prefeito e as demais autoridades foram conferir as obras de restauro do prédio do relógio, que também fica na área do pátio ferroviário.

O secretário estadual de Parcerias em Investimentos, Rafael Benini, disse que o edital para as empresas interessadas em participar do leilão de concessão para construção do eixo norte do Trem Intercidades (TIC) foi publicado na sexta-feira, 31 de março. “A previsão é de que o Trem Intermetropolitano chegue em Campinas em 2029 e o Trem expresso, o Intercidades, em 2031”, disse o secretário.

O valor da obra é de R$ 12,8 bilhões. Após o edital haverá um prazo de 240 dias para recepção de propostas. O leilão está marcado para 28 de novembro. Serão três serviços: a linha 7 – Rubi, da CPTM, que será revitalizada, entre a Barra Funda, em São Paulo, e Jundiaí. O Trem Intermetropolitano (TIM), seguirá de Jundiaí com paradas em Louveira, Vinhedo e Valinhos. E o TIC, opção expressa, com percurso de 96 km, que terá duração de cerca de 1h entre a capital e Campinas.

Serão mais de 15 milhões de pessoas beneficiadas em 11 municípios. Vai gerar 10.552 empregos diretos, indiretos e induzidos.

Também estiveram presentes os secretários municipais de Planejamento e Urbanismo, Carolina Baracat; de Finanças, Aurílio Caiado; de Cultura e Turismo, Alexandra Caprioli; de Transportes, Fernando Caires; presidente da Emdec, Vinicius Riverete; de Comunicação, Luiz Guilherme Fabrini; o secretário de Transportes Metropolitanos, Marco Antonio Assalve; secretário-executivo de Investimentos em Parcerias, André Isper; secretário-executivo de Transportes Metropolitanos, Manoel Marcos Botelho; diretor-presidente da CPTM, Pedro Tegon Moro, e outros.

As informações são da Prefeitura de Campinas.
Leia também
: Consumo de chocolate prejudica a saúde dos pets