A Pauta é… | A lógica dos prefixos dos ônibus urbanos de Campinas

 A Pauta é… | A lógica dos prefixos dos ônibus urbanos de Campinas

Vista geral da região a partir do ponto final da 350.

A partir de hoje o ODC começa a retomar alguns projetos que foram parados há algum tempo por conta dos mais diversos fatores. Um deles é a seção “A PAUTA É…”. Nela vamos abordar os mais diversos assuntos com mais profundidade.

O sistema de transporte de Campinas é extremamente obsoleto. É fato que os itinerários são antigos, ultrapassados e ineficiente, porém isso não impede que o passageiro exerça devidamente seus direitos, afinal, ele paga para usar o serviço.


É importante que a base do sistema seja de conhecimento do usuário, mesmo porque o poder público concedente não tem muito interesse que o passageiro saiba de tudo sobre o sistema, mas o ODC vai explicar algumas coisas, principalmente ao notar algumas reações nas redes sociais nos últimos dias, mostrando que a população não conhece os ônibus da cidade como deveria.

EMPRESAS E COOPERATIVAS

Os ônibus da cidade de Campinas são divididos em dois sistemas: convencional e alternativo. Hoje, os dois sistemas são misturados, ou seja, fazem linhas que atendem as mesmas regiões, inclusive em itinerários sobrepostos. Mas como identificar como cada ônibus é de que qual sistema?

SISTEMA CONVENCIONAL

Veículo da empresa VB

O sistema convencional é composto por dois consórcios e duas empresas. Cada consórcio é formado por duas empresas distintas. Cada um opera uma área (cor):

ÁREA 1 – AZUL CLARO – VB TRANSPORTES E TURISMO
ÁREA 2 – VERMELHO – CONSÓRCIO CONCICAMP (Formado pelas empresas EXPRESSO CAMPIBUS e ITAJAÍ TRANSPORTES COLETIVOS)
ÁREA 3 – VERDE – CONSÓRCIO URBCAMP (Formado pelas empresas VB TRANSPORTES E TURISMO e COLETIVOS PÁDOVA)
ÁREA 4 – AZUL ESCURO – ONICAMP TRANSPORTES COLETIVOS

As empresas do sistema CONVENCIONAL são associadas à TRANSURC (Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Campinas)

SISTEMA ALTERNATIVO

Veículo da Cotalcamp

O sistema alternativo é composto por três cooperativas que congregam operadores “individuais” autônomos. Elas operam nas seguintes áreas:

ÁREA 1 – AZUL CLARO – COOPERATAS (COOPERATIVA DE TRABALHADORES DOS PROPRIETÁRIOS DE VEÍCULOS DO TRANSPORTE COLETIVO DE CAMPINAS)
ÁREAS 2 E 3 – VERMELHO E VERDE – ALTERCAMP (COOPERATIVA DE TRABALHO DE TRANSPORTE DE CAMPINAS) E COTALCAMP (COOPERATIVA DOS TRABALHADORES AUTÔNOMOS E ALTERNATIVOS DE CAMPINAS)

As cooperativas do sistema ALTERNATIVO não têm uma entidade representativa, portanto não são associadas à TRANSURC e não convergem às iniciativas e ações da associação.

Veículo da Coletivos Padova

Mas como identificar de qual ônibus é cada empresa? Sempre tem o logotipo da empresa na lataria, mas na pressa dá pra ver isso? O ideal é verificar pelos prefixos. Eles são divididos da seguinte forma:

PREFIXOS DE 4 DÍGITOS INICIADOS EM 1, 2, 3 ou 4 – EMPRESAS DO SISTEMA CONVENCIONAL
PREFIXOS DE 3 DÍGITOS INICIADOS EM 0, 1, 2, 3 ou 4 e PREFIXOS DE 4 DÍGITOS INICIADOS EM 0 – COOPERATIVAS DO SISTEMA ALTERNATIVO.

Cooperatas, com 3 dígitos

SEQUÊNCIAS DE PREFIXOS:

1000 A 1999 – VB TRANSPORTES E TURISMO
2000 A 2199 E 2800 A 2999 – ITAJAÍ TRANSPORTES COLETIVOS (Consórcio Concicamp)
2200 A 2799 – EXPRESSO CAMPIBUS (Consórcio Concicamp)
3000 A 3499 E 3600 A 3999 – VB TRANSPORTES E TURISMO (Consórcio Urbcamp)
3500 A 3599 – COLETIVOS PADOVA (Consórcio Urbcamp)
4500 A 4999 – ONICAMP TRANSPORTES COLETIVOS
000 A 513 e 0000 a 0513 – COOPERATIVAS
R16-01 A R16-06 – COOPERATIVA COTALCAMP
R17-01 A R17-04 – COOPERATIVA ALTERCAMP
R18-01 a R18-06 – COOPERATIVA COOPERATAS

Cotalcamp, com 4 dígitos

Os veículos das cooperativas são identificáveis apenas pelo logotipo na lataria, pois os prefixos são todos misturados. Os veículos da Cooperatas são mais fáceis de identificar pois são todos da área azul claro. Os veículos que começam com R são carros RESERVAS, seguido do número de registro da cooperativa na EMDEC:

R-Reserva
16-Cotalcamp / 17-Altercamp / 18-Cooperatas
01-Número sequencial

Há três exceções: A linha 173, que é da área 1 – Azul Claro, opera com carros VERDES da Altercamp, e as linhas 410 e 416, da área 4 – Azul Escuro, operam com carros AZUL CLARO da Cooperatas.

Nas empresas de ônibus, a única lógica no prefixo é o primeiro dígito, que indica a área operacional:
1 – Azul claro
2 – Vermelho
3 – Verde
4 – Azul escuro

Os outros três dígitos são sequenciais das empresas. Lembrando que os prefixos dos ônibus nunca podem ser repetidos, ou seja, se já existiu um veículo com prefixo 4000, por exemplo, mesmo que por poucos dias, ele nunca mais vai poder ser utilizado pois fica bloqueado para reutilização no sistema da Emdec. Quando o prefixo é vinculado no sistema, ele não pode ser mais utilizado depois que for baixado (essa regra não se aplica a carros de testes, como o antigo 2950 e o 1500).

Carro 1500, de testes, prefixo já usado em outro veículo desativado

É isso! Caso haja alguma dúvida adicional, envie para o ODC que esclarecemos!

Da Redação ODC.

Veja também:Garagens de ônibus do Grupo Belarmino fabricam mais de 22 mil máscaras de proteção

Fontes: Acervos Portal InterBuss.

Outras notícias