Casa de eventos transformada em balada causa transtornos a moradores do Jardim Pacaembu em Campinas

·

·

·

Tags:

Um problema está causando transtornos aos moradores das regiões do Jardim Pacaembu, Jardim Garcia, Jardim Interlagos e adjacências. Uma casa de eventos transformada em casa noturna está levando muito barulho durante os finais de semana e muitas reclamações estão sendo feitas, inclusive para a Polícia Militar.

Há cerca de um mês a Lion Eventos, uma casa de festas construída em área residencial no Jardim Pacaembu, próximo ao ponto final da linha de ônibus 271, está realizando eventos aos sábados e domingos com muita música. Até aí não há problema, se não fosse por duas coisas: o local não tem isolamento acústico algum, e está localizado em frente à Brinks, empresa de transporte de valores que chegou à região muitos anos antes e que requer uma segurança reforçada.

Os moradores da região estão reclamando do volume do som executado na casa até altas horas da noite. A música começa em playback por volta das 16h e após às 20h começa um grande “baile”, com locução totalmente fora de controle no que diz respeito ao som. O barulho sempre passa da meia-noite, avançando pela madrugada.

A reportagem do ODC fez uma busca para verificar de quem é o empreendimento e como está registrado na prefeitura. O local foi registrado na Junta Comercial do Estado de São Paulo em 2010 como “Santa Helena Construções e Incorporações Ltda”, de propriedade dos sócios Eduardo Leonel Borges e Helena Caires Franco Vasconcelos Borges, com sede inicial no bairro Alphaville. O local teve obra iniciada há anos e ficou paralisada até ser efetivamente retomada em 2017, quando a sede da empresa foi alterada para a rua Antonio Nunes dos Santos, no Jardim Pacaembu. Também houve a alteração da razão social para Lion Eventos Ltda. Houve também mudança da atividade econômica para “casas de festas e eventos, construção de edifícios, incorporação de empreendimentos imobiliários, serviço de organização de feiras, congressos, exposições e festas”.

Quando houve a inauguração do espaço, algumas festas de aniversário e de casamento foram realizadas nas noites de sábado e aos domingos chegaram a acontecer algumas feiras, porém logo depois o local permaneceu fechado. Há cerca de um mês o local voltou à ativa, com as baladas de sábado e domingo.

Junto à prefeitura a reportagem do ODC conseguiu localizar apenas atrasos no pagamento de impostos e da taxa de lixo, mas não conseguiu verificar se há alvará de funcionamento e auto do Corpo de Bombeiros. A questão levantada pelos moradores da região não é pelo fato do estabelecimento estar no local, mas sim a falta de equipamento de isolamento acústico eficiente, já que trata-se de uma área residencial, onde não podem estar instalados empreendimentos que pertubam o sossego público, ou que tenham limitação horária para execução de sons que causem transtornos aos munícipes.

Em chamadas para a Polícia Militar, a mesma informou que não teria como tomar providências naquele momento pois estava com muitas chamadas para outros casos mais graves. A reportagem do ODC entrou em contato com a Lion Eventos através do e-mail de contato que consta no registro da empresa (contato@lioneventos.com.br) porém até o fechamento desta reportagem não houve resposta. Caso a resposta chegue em outro momento, será feita a publicação em momento oportuno.

Um abaixo-assinado está sendo organizado para pedir providências contra a casa de eventos.

Da Redação ODC.