Conheça o significado e a lógica dos prefixos das linhas da EMTU na região de Campinas

 Conheça o significado e a lógica dos prefixos das linhas da EMTU na região de Campinas

Foto: ODC

As linhas de ônibus metropolitanas da EMTU que operam na região de Campinas são identificadas por prefixos numéricos que vão de 600 a 758. Mas sabe qual o significado desses números?

Antes da EMTU chegar em Campinas, essas linhas eram administradas por meio de autos do Departamento de Estradas de Rodagem, o DER, e cada uma tinha um código de controle. Com o tempo as próprias empresas operadoras começaram a usar prefixos próprios, como as linhas de Valinhos que recebiam numerações como 2.01, e algumas de Sumaré, que eram identificadas por 200 e alguma coisa.

Com a chegada da EMTU em 2001, por conta da criação da Região Metropolitana de Campinas, isso foi regulamentado e reorganizado. As linhas receberam prefixos de acordo com as empresas operadoras da época, sem uma ordem direta. Dessa forma, o significado dos prefixos são os seguintes:


600 a 609 – Linhas da Viação Bonavita S/A
610 a 611 – Linhas da Jundiá Transportadora Turística
612 a 618 – Linhas da Rápido Serrano Viação
619 a 635 – Linhas da AVA – Auto Viação Americana
636 a 672 – Linhas da Auto Viação Ouro Verde
673 – Linha da Expresso Jota Jota
674 a 692 – Linhas da Rápido Luxo Campinas
693 – Linha da Viação Princesa D’Oeste
694 a 702 – Linhas da Viação Boa Vista
703 a 709 – Linhas da Viação Rosa dos Ventos
711 e 712 – Linhas da Viação Caprioli

A partir de 712, são linhas que foram transferidas numa segunda fase, meses depois da primeira mudança, mas também seguem as lógicas por empresa:

713 – Linha da Auto Viação Ouro Verde
714 a 719 – Linhas da Rápido Serrano Viação
720 – Linha da Auto Viação Ouro Verde
721 a 733 – Linhas da Rápido Luxo Campinas
734 – Linha da Rápido Serrano Viação
735 – Linha da Viação Bonavita S/A
736 – Linha da Viação Princesa D’Oeste
737 – Linha da Auto Viação Campestre

A partir de 738, as linhas seguem a ordem de data de criação, e não alguma outra lógica como empresa ou itinerário. Por algum motivo não esclarecido, a linha 710 não aparece em nenhum registro, ou seja, provavelmente esse número não chegou a ser usado.

A única regra lógica diz respeito ao primeiro dígito da linha, no caso 6 ou 7, que indica que a linha é da região metropolitana de Campinas. Iniciais 0 a 5 e 8 são da Grande São Paulo, 9 são da Baixada Santista e prefixos com quatro dígitos são de outras regiões do Estado (5 é Vale do Paraíba e 6 região de Sorocaba).

Em meio a esses prefixos, várias linhas já foram extintas ou temporariamente paralisadas. Entre elas há derivações, extensões, bifurcações e prolongamentos, identificados pelos códigos TRO, PR1, EX1, BI1, etc.

Atualmente, todas as linhas fazem parte do Consórcio Bus+.

Da Redação ODC.

 

Outras notícias

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *