Escola é condenada a indenizar aluno que teve educação dada pelos pais questionada pela professora

 Escola é condenada a indenizar aluno que teve educação dada pelos pais questionada pela professora

Uma escola foi condenada pela justiça paulista por conta de um questionamento que a professora da unidade de ensino fez sobre a educação dada pelos pais a um de seus alunos.

A condenação foi de indenização de R$ 10 mil por danos morais ao aluno e sua mãe por conduta inadequada da professora que teria constrangido o estudante na sala de aula.

O aluno, em 2009, acabou sendo transferido de escola após uma série de atitudes da professora. Uma delas foi uma proibição dos demais colegas de sala de participarem de uma festa de aniversário dele por ser em uma quinta-feira à noite e todos foram ameaçados com prova no dia seguinte se fossem.


No caderno do aluno a professora teria dito que a mãe era um mau exemplo para o filho já que ele sempre chegava atrasado. Há também relatos de a professora ter jogado cadernos do aluno no chão.

Nos autos ficou registrado que por conta disso o aluno ficou confuso, com baixa autoestima, medo e raiva da professora. Na primeira instância, o pedido de indenização foi negado. Já a segunda instância encontrou indícios de danos ao aluno por conta da atitude da educadora.

O magistrado concluiu dizendo que os bilhetes enviados à mãe pela professora denotam uma atitude injustificável por fazer um julgamento depreciativo a partir de um problema do cotidiano que poderia ser solucionado de forma respeitosa.

Da Redação ODC.

Outras notícias