Precisa pegar ônibus? Consulte aqui!

Pesquise por prefixo

    Pesquise por ponto de interesse

      Como evitar a divulgação de notícias falsas ou mal compreendidas?

      ·

      ·

      ·

      Tags:

      Na semana passada uma série de boatos que acabaram não se confirmando bombardeou os internautas de Campinas e da região. Não é de hoje que boatos sobre greves no transporte coletivo circulam rapidamente entre os campineiros, mas na semana passada, após a paralisação-relâmpago da VB1 e da possibilidade de outra greve por causa das manifestações de sexta-feira o número de boatos aumentou de forma absurda.

      Por conta disso, o ODC decidiu chamar tudo isso de “A Fantástica Fábrica de Boatos”. Esses boatos geralmente circulam pelas redes sociais, sobretudo em aplicativos de mensagens como o WhatsApp. É muito importante checar as informações antes de sair compartilhando sem nenhum critério, ou seja, simplesmente compartilhar por compartilhar.

      Desde a sexta-feira da semana retrasada, quando aconteceu a paralisação da VB1 no Terminal Ouro Verde, o ODC ficou de plantão o tempo todo, colhendo informações em suas várias fontes no setor de transportes e trazendo os detalhes em tempo real. Mesmo assim os boatos possuem uma força mais forte do que as notícias reais, e isso acabou causando uma grande confusão.

      Enquanto o ODC informava corretamente o que estava ocorrendo na cidade, os boatos chegaram e diziam o contrário. Isso gerou grande questionamento, mas mesmo assim o ODC continuou informando o que vinha com precisão de suas fontes. Os boatos chegam principalmente de pessoas que costumam ler apenas as manchetes das notícias e não lêem a notícia em si.

      Um grande exemplo foi o boato sobre o transporte metropolitano. As linhas da região de Sorocaba ficaram paradas durante toda a sexta-feira, dia da Greve Geral. Por lá, a gerenciadora também é a EMTU, igual em Campinas. Naquele dia a EMTU divulgou boletins durante todo o dia tentando esclarecer como estava o transporte local, porém algumas pessoas compartilharam a notícia e diziam ser de Campinas. No dia anterior, a mesma EMTU informou que o transporte em Sorocaba deveria operar com ao menos 80% da frota, mas houve quem espalhasse a notícia com o contexto completamente errado, dizendo que a EMTU falou em uma nota que o transporte em Campinas (nada a ver com Sorocaba) iria ser REDUZIDO em 80%.

      A onda de boatos sobre vandalismo no transporte de Campinas e que os ônibus seriam recolhidos também povoou toda a cidade na sexta-feira. Após o ODC ter respondendo dezenas de mensagens que chegaram a todo minuto via inbox, foi-se colher informações em fontes confiáveis sobre essa inverdade, e publicou-se uma nota oficial informando que tudo não passava de mentira.

      Ao espalhar uma notícia, é importante que as pessoas pensem que isso pode impactar milhares de outros leitores, por isso é necessário verificar a autenticidade do conteúdo. Por isso, vão algumas dicas para ajudar a conferir se a notícia é verdadeira ou não:

      1. Ao receber um link, primeiramente duvide da notícia se ela for extremamente sensacionalista.
      2. Nunca leia apenas a manchete / título. Clique no link e leia a notícia antes de sair compartilhando.
      3. Acredite em fontes confiáveis, sites que você já acompanha há algum tempo ou páginas no Facebook que já possuem algum histórico de notícias de confiança.
      4. Evitem compartilhar notícias de sites duvidosos ou que você nunca ouviu falar. No WhatsApp há o compartilhamento de links falsos, mostrando grandes sites de notícia. Verifiquem antes se o link é verdadeiro.
      5. Na dúvida, entrem em contato com a página ou com o site. Evitem espalhar qualquer coisa antes de checar.

      Da Redação ODC.

      [adinserter block=”4″]


      [adinserter block=”5″]