História dos Transportes em Campinas | A região do Ouro Verde (Capítulo 2)

Publicado em:

Os primeiros bairros da região do Ouro Verde em Campinas começaram a se formar em fazendas e sítios que existiam nos arredores das indústrias de cerâmica, todas depois do Jardim Santa Lúcia.

Tanto que até o início dos anos 80 do século passado a atual Avenida Ruy Rodriguez ainda se chamava Estrada do Santa Lúcia. Nos anos 60 a região teve também muitas ocupações irregulares, sem qualquer infraestrutura.

Na época essa região era muito distante do Centro e não dispunha de transporte público. Os primeiros coletivos que começaram a atender a região foram da Viação Campos Elíseos e chegavam no máximo até a Lagoa do Mingone e do outro lado até às cerâmicas. Uma delas fazia ponto final na Cerâmica Gianfrancisco, cujo prédio existe até hoje.

Dali pra frente era só a pé ou de carro. As linhas de ônibus foram surgindo com o tempo, de acordo com a chegada dos novos moradores. A formação dos bairros é um tanto quanto curiosa pois a distância entre eles chama a atenção.

A região do Aeroporto de Viracopos começou a se desenvolver industrialmente com a instalação do DIC – Distrito Industrial de Campinas. A fábrica da Mercedes-Benz trouxe um surto de desenvolvimento para toda a região.

Várias outras indústrias começaram a se instalar na região, e a prefeitura fez a infraestrutura para viabilizar essas instalações. Do outro lado da via a fábrica da Singer já empregava muita gente.

Nessa época a Rodovia Santos Dumont era ainda de pista simples e a Rodovia dos Bandeirantes estava em vias de ter suas obras iniciadas, ainda com o nome de Via Norte, dentro de um plano de desenvolvimento do então governador Paulo Maluf, já nos anos 70.

Mas ainda voltando aos anos 60, os bairros começavam a nascer próximos a essas indústrias e cada vez mais necessitava da chegada do transporte público. Só que havia um problema.

A CCTC, única empresa operadora do transporte público de Campinas na época, não chegava onde não havia asfalto, e isso dificultou o transporte de muita gente por muito tempo.

Foi assim que começaram a surgir as primeiras empresas para fazer esses atendimentos renegados pela CCTC. Nessa região do Ouro Verde, que chegou primeiro foi a Viação Campos Elíseos, porém apenas Via Avenida das Amoreiras e Estrada do Santa Lúcia.

Quem precisasse de atendimento via Rodovia Santos Dumont tinha que usar as linhas rodoviárias que seguiam sentido Indaiatuba. O Aeroporto de Viracopos ainda não tinha atendimento adequado de transporte, mas isso começa a mudar logo depois.

No próximo capítulo, vamos contar sobre as primeiras linhas de transporte no eixo da Rodovia Santos Dumont ainda no final dos anos 60.

Da Redação ODC.
Leia também:
Dicas da Cidade | Espetaria boa com chopp tem sim, e com preço melhor ainda

Busque

Linhas de Campinas

Linhas de Paulínia

Linhas de Hortolândia

Linhas de Sumaré