Nova técnica de lipoaspiração define a barriga como tanquinho com mais agilidade

 Nova técnica de lipoaspiração define a barriga como tanquinho com mais agilidade

Para quem não é atleta, mas pensa em ter um “tanquinho” mais natural, já é possível ressaltar a musculatura do abdômen por meio da Lipoaspiração HD, uma técnica que utiliza vibrolipoaspirador e laser para definir melhor as linhas naturais do abdômen e ressaltar a musculatura que está abaixo da pele. “A lipoaspiração High Definition está muito em voga entre os cirurgiões, mas nesta versão não criamos o ‘six packs’, o tanquinho, para não criar um abdômen de atleta em uma pessoa normal, o que pode gerar estranheza e resultado artificial. Com o vibrolipoaspirador e o laser, definimos a linha central e lateral do abdômen de modo que ele fique bonito e natural”, afirma o cirurgião plástico Dr. Mário Farinazzo, membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).

De acordo com o médico, com esses aparelhos e cânulas finas, retira-se a camada mais superficial de gordura. “Além disso, promovemos uma leve retração da pele naquelas linhas de forma que fiquem mais marcadas e aparentes. Toda a cirurgia é realizada abaixo da pele, no tecido de gordura”, diz o médico.
O procedimento tem indicação precisa e não substitui outras cirurgias plásticas. “Antes da realização do procedimento, solicitamos exames pré-operatórios convencionais e uma ultrassonografia do abdômen para pesquisa de hérnias. O pós-operatório é como o de uma lipoaspiração, ou seja, o paciente tem que utilizar malhas elásticas, fazer drenagens e retornar às atividades em 7 a 10 dias. Exercícios físicos só estão liberados após um mês. A dor é como uma queimação leve, é maior nos três primeiros dias, mas é controlada com medicamentos”, diz o cirurgião.

A técnica é indicada para pacientes que estejam com o peso ideal ou próximo a ele, mas tenham gordura localizada (que não sai com academia e dieta) na região do abdômen, flancos, culotes, braços e face interna da coxa. “Como resultado, podemos esperar um abdômen mais torneado, mas não artificial. Mais cintura, coxas e braços mais finos e um contorno mais harmônico do tronco e quadril”, diz o médico.
Essa técnica pode ser associada com várias cirurgias como as da mama, abdômen, face e nariz, sempre respeitando o tempo limite de 6hs de cirurgia para evitar complicações. Com relação às contraindicações, pacientes acima do peso ideal com hábitos alimentares ruins e doenças mal controladas não devem fazer o procedimento.


DR. MÁRIO FARINAZZO: cirurgião plástico, membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e Chefe do Setor de Rinologia da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Formado em Medicina pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), o médico é especialista em Cirurgia Geral e Cirurgia Plástica pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Professor de Trauma da Face e Rinoplastia da UNIFESP e Cirurgião Instrutor do Dallas Rinoplasthy™ e Dallas Cosmetic Surgery and Medicine™ Annual Meetings. Foi coordenador da equipe de Cirurgia Plástica do Hospital Municipal Arthur Ribeiro de Saboya-SP até junho 2019 e opera nos Hospitais Sírio, Einstein, São Luiz, Oswaldo Cruz, entre outros. www.mariofarinazzo.com.br

Outras notícias