Prefeitura de Campinas rescinde contrato e multa Consórcio que abandonou obras do BRT Ouro Verde

 Prefeitura de Campinas rescinde contrato e multa Consórcio que abandonou obras do BRT Ouro Verde

Foto: PMC

A Prefeitura decidiu rescindir o contrato e multar o Consórcio BRT Campinas, responsável pelos trechos 2 e 3 do Corredor Ouro Verde. A empresa teve direito à ampla defesa durante o processo administrativo e será notificada nesta segunda-feira, 1º de agosto. O valor da multa está sendo calculado de acordo com a planilha que será usada de base para a nova licitação.


“A empresa teve a oportunidade de apresentar suas justificativas para os recorrentes atrasos na execução das obras, porém, após análise da Secretaria de Justiça, com base na manifestação técnica da Secretaria de Infraestrutura, decidimos pela rescisão do contrato e aplicação da multa”, explicou o secretário adjunto de Justiça, Enrique Javier Lerena.

O Consórcio deixou de realizar 11% do total deste lote: três estações, um terminal, o CCO (Centro de Controle Operacional), alguns pequenos trechos viários, além de dois terminais entregues incompletos.

A decisão está publicada no Diário Oficial desta segunda-feira, 1º de agosto. Ainda cabe recurso, caso a empresa não concorde com as penalidades aplicadas.

As informações são da Prefeitura de Campinas.

Outras notícias