Reviews | Coxinha muito boa e barata? Visite a Rodoviária de Sumaré e você não irá se arrepender

 Reviews | Coxinha muito boa e barata? Visite a Rodoviária de Sumaré e você não irá se arrepender

Na semana retrasada falamos neste mesmo espaço sobre os preços abusivos que são praticados pelos estabelecimentos comerciais dentro do Terminal Rodoviário de Campinas. Desta vez vamos falar de um exemplo totalmente contrário, por sinal indicado por um dos seguidores aqui da página e fomos lá conferir.

A penúltima casinha do Terminal Rodoviário de Sumaré, aqui na região de Campinas, comercializa salgados muito bons e com preços honestos. Hoje em dia não basta vender um produto muito bom, o preço também tem que ser honesto. Atualmente, muitos lugares vendem comida muito boa, mas cobram um absurdo por isso e de forma totalmente injustificada. Um alimento caro se justifica por um conjunto de fatores, incluindo o atendimento. Adianta você ir em um lugar que vende boa comida se tem que esperar duas horas para começar a comer e ainda ser mal atendido?

Mas voltando, o lugar não tem nome, nenhuma placa indicativa, mas fica no penúltimo quiosque do lado esquerdo da rodoviária, no lado oposto a onde fica o guichê da Ouro Verde, na Plataforma 1. Fomos até lá através de uma indicação de que a coxinha vendida ali é muito boa. Chegamos lá e fomos muito bem atendidos, o que é primordial. Pedimos a tão falada coxinha e ficamos impressionados com a quantidade de recheio. Além de grande, a coxinha vem recheada quase até a ponta, e tudo por R$ 3,50. Ah! E nada de massa encharcada, tudo muito sequinho.


O bar vende também salgados assados e refrigerantes já bem conhecidos e alguns locais, como o Esportivo, que é da região de Americana. Para quem gosta de “refrigerantologia”, é uma grande oportunidade de comer uma ótima coxinha e saborear um refrigerante regional muito bom. O local aceita cartões de crédito e débito, além de dinheiro.

NOTA: A partir da próxima semana aplicaremos algumas melhorias em nossos reviews, com fotos dos produtos que consumimos, do local e mais detalhes. Atualmente não fotografamos até para manter uma certa isenção mas achamos necessário que todos vejam o que está sendo consumido e ver se realmente vale a pena ou não visitar o local.

Da Redação ODC.

Outras notícias