UPA Carlos Lourenço em Campinas volta ao atendimento normal após queda nos casos de Covid


A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Carlos Lourenço, na região Sul de Campinas, deixará de ser hospital de campanha para pacientes com covid-19 e retomará o atendimento de urgência e emergência em clínica médica a partir das 7h de quarta-feira, 1º de fevereiro.

A retomada ocorre em função da queda na necessidade de internações em leitos de enfermaria para infectados pelo coronavírus. Nesta sexta-feira, 27, dos 23 leitos existentes no hospital de campanha, 15 estão vagos.

“A unidade teve importante papel durante a pandemia, período em que, por três vezes, foi convertida em hospital de campanha. Pudemos ampliar leitos de enfermaria e garantir o suporte hospitalar para os doentes que precisaram de internação”, disse o presidente da Rede Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar, Sérgio Bisogni.

Na terça-feira, 31 de janeiro, os leitos da unidade serão bloqueados para internação de novos pacientes suspeitos ou confirmados com covid. Aqueles que estão internados na unidade com covid-19 serão transferidos para leitos de isolamento nos hospitais da Rede Mário Gatti de Urgência e Emergência e os casos suspeitos permanecerão em isolamento na UPA até o resultado dos exames.

A unidade reabre com 23 leitos, sendo 18 de observação, dois de isolamento e três de emergência. Antes de ser convertida em hospital de campanha em novembro, a Carlos Lourenço atendia a média diária de 210 pacientes clínicos.

Assim, na quarta-feira, a UPA Carlos Lourenço volta a receber livre demanda da população e a acolher pacientes levados pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Ela retoma o atendimento 24 horas a pacientes com quadros agudos de natureza clínica e a prestar o primeiro atendimento aos casos de natureza cirúrgica e de trauma, situação em que há a estabilização do paciente e investigação diagnóstica inicial para definir a conduta necessária para cada caso.

Desde o início da pandemia, em março de 2020, a unidade passou por três períodos de mudança no perfil de atendimento, quando foi transformada em hospital de campanha para o enfrentamento da Covid-19: entre junho e agosto de 2020, entre 17 de dezembro de 2020 e 3 de novembro de 2021 e entre 25 de novembro de 2022 a 31 de janeiro de 2023.

As informações são da Prefeitura de Campinas.
Leia também
: Linhas 350 e 358 terão alteração de itinerário a partir de segunda, 30/01 em Campinas

Conteúdo relacionado

Busque

Linhas de Campinas

Linhas de Paulínia

Linhas de Hortolândia

Linhas de Sumaré