Precisa pegar ônibus? Consulte aqui!

Pesquise por prefixo

    Pesquise por ponto de interesse

      “A Paixão de Cristo” terá 2 apresentações em Campinas; Veja datas

      ·

      ·

      ·

      Tags:

      A Paixão de Cristo, da Companhia Santa Inês de Teatro Amador (CSITA), terá duas apresentações em Campinas. A primeira será no sábado, dia 1º de abril, às 20h, em frente à Catedral Metropolitana de Campinas. A encenação será repetida no dia 7 de abril, na Sexta-Feira Santa, às 20h, na Rua Mônica Silveira Pisani, n° 194, Jardim Vista Alegre, no Campo do Corintinha, ao lado da Paróquia Santa Inês. A entrada é franca, mas pede-se a doação de 1 quilo de alimento não perecível, que será doado às famílias assistidas pela igreja. A iniciativa tem apoio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo de Campinas

      O evento começou com a empreitada de um grupo de amigos em 2002. A primeira edição da Paixão, já no ano seguinte, foi assistida por cerca de 600 pessoas, ainda dentro da Paróquia Santa Inês, em Campinas. Com o passar dos anos, tornou-se um dos maiores projetos de evangelização realizado na cidade: “A Paixão de Cristo da CSITA”.

      O sonho foi se expandindo, o público aumentando e o campo de futebol em frente à igreja passou a ser o palco da Paixão de Cristo, que hoje é o maior espetáculo a céu aberto da Sexta-Feira Santa na cidade. Ao longo destes 20 anos, mais de 270 mil pessoas já assistiram ao espetáculo.

      A montagem conta com 110 atores amadores. A proposta é exatamente essa: colocar em cena pessoas da própria comunidade para mostrar a saga dos últimos momentos de Cristo. Além disso, o espetáculo conta com 29 pessoas na parte técnica. O esforço de todos faz com que a Paixão de Cristo CSITA já seja considerada o espetáculo oficial da cidade de Campinas, e reconhecimento em toda a Região Metropolitana de Campinas. Por ser a céu aberto, proporciona um espetáculo ainda mais real e deslumbrante, sob a luz da lua cheia.

      Dentre as cenas mais esperadas pelo público, está a de Salomé e João Batista, que chega a assustar pelo realismo – ele é decapitado ao vivo e a cabeça é apresentada em uma bandeja. Outra cena que emociona e leva parte do público às lágrimas é a do Anjo que canta ‘Ave Maria’ ao vivo a capela para Maria, enquanto ela tem o filho morto em seus braços. Já a cena do enforcamento de Judas, uma arvore à beira de um barranco, com uma queda livre de sete metros de altura que chega a arrancar gritos de “Não Pula! Não Pula” das crianças, assim como os aplausos dos mais velhos.

      Como nos últimos anos, a ascensão de Jesus ao céu é feita com a ajuda de um guindaste. Pouco antes desta, tem o túmulo que se abre sozinho, revelando a todos que Jesus ressuscitou e está novamente vivo. São cenas muito aplaudidas, além de outras que promovem interatividade com o público, como na multiplicação dos pães e do ensinamento do Pai Nosso.

      Serviço:

      A Paixão de Cristo CSITA

      APRESENTAÇÃO 1

      Dia 1º de abril (sábado), às 20h

      Em frente à Catedral Metropolitana de Campinas, na Praça José Bonifácio, s/n, Centro

      APRESENTAÇÃO 2

      Dia 7 de abril (Sexta-Feira Santa), às 20h

      Rua Mônica Silveira Pisani, n° 194, Jardim Vista Alegre, Campinas, no Campo do Corintinha, ao lado da paróquia Santa Inês (no GPS, procure por Paixão de Cristo CSITA ou Paixão de Cristo Campinas, no Google Maps ou Waze)

      Entrada franca, mas pede-se a doação de 1 quilo de alimento não perecível, que será doado às famílias assistidas pela paróquia

      As informações são da Prefeitura de Campinas.
      Leia também:
      Cresce o diagnóstico de câncer no intestino no Brasil

      [adinserter block=”4″]


      [adinserter block=”5″]