Após denúncias, Zé Carlos se afasta da Câmara de Campinas


Quase dois meses depois das primeiras denúncias do Ministério Público, e um ensurdecedor silêncio na Câmara de Vereadores, foi apenas com a divulgação dos áudios gravados por um empresário que finalmente o vereador Zé Carlos resolve se afastar da presidência da Câmara de Campinas.

A decisão foi anunciada durante a sessão da noite desta segunda-feira, no Teatro Bento Quirino, porém com algum tom de mistério.

Isso porque Zé Carlos usou primeiro a tribuna para dizer que os áudios divulgados foram “tirados de contexto”, e deu a entender que não renunciaria.

Depois do intervalo regimental de 15 minutos, ele voltou e disse que resolveu se afastar especialmente para tratar os problemas de saúde que tem — Zé Carlos teve câncer na bexiga e uma metástase há alguns anos.

“Espero que vocês façam uma devassa em todos os contratos da Câmara”, disse Zé Carlos, em tom ameaçador.

Porquê esse problema todo?

Zé Carlos foi gravado por um empresário, dono de uma produtora que é responsável pela administração da TV Câmara Campinas, pedindo propina para renovação do contrato.

O problema é que o contrato é por produção feita, e não um valor fechado. Logo, o empresário não deu o dinheiro e Zé Carlos ficou “chupando o dedo”.

Os áudios foram encaminhados ao Ministério Público, que fez uma operação na Câmara, no Bento Quirino e na casa de Zé Carlos para encontrar documentos e quaisquer outras provas.

Só que o presidente não atuava sozinho. Também é investigado o subsecretário de Relações Institucionais da Câmara, Rafael Creato, que foi quem tentou, de toda a forma, “conseguir” que o empresário ligado à TV Câmara pagasse um dinheiro a mais.

O Ministério Público disse que as tentativas de renovar contratos cobrando um preço a mais não deram certo. Nenhum empresário pagou a tal propina.

Como o afastamento de Zé Carlos afeta você?

O dinheiro que é utilizado pela Câmara de Vereadores para pagar contratos, acertar pagamentos de salários e o restante dos compromissos vem, de uma grande parte, dos impostos que nós pagamos.

Então, em teoria, se os contratos fossem renovados por valores maiores, mas parte desse dinheiro fosse para o bolso de Zé Carlos, ou quem quer que seja, nós estaríamos pagando essa conta.

Conteúdo relacionado

Busque

Linhas de Campinas

Linhas de Paulínia

Linhas de Hortolândia

Linhas de Sumaré