Barreiro admite que BRT não ficará pronto em 30/06; Desculpas são as mesmas desde 2020

·

·

·

Tags:

O secretário de infraestrutura de Campinas, Carlos José Barreiro, concedeu nesta quarta-feirta, dia 27/04, uma entrevista para a Rádio CBN, onde já admitiu que o prazo que ele mesmo deu para a finalização das obras do BRT não será cumprido.

Barreiro vem dando prazos de encerramento das obras desde 2020 mas que nunca são cumpridos. O último prazo dado por ele mesmo foi 30 de junho, e desde então o ODC está fazendo uma contagem regressiva para esse dia. Mesmo com o novo prazo, que agora é “meados de outubro”, o ODC vai continuar com a contagem e a partir de 1 de julho, entrará com a contagem progressiva de atraso da obra.

Na entrevista de pouco mais de 12 minutos, que pode ser conferida no link abaixo, Barreiro dá novos prazos para as obras que ele mesmo não consegue cumprir, e dá as mesmas desculpas de sempre. Por sinal são as mesmas desculpas desde 2020, quando ele ainda respondia aos questionamentos do ODC e quando ainda estava na Secretaria de Transportes.

Para as pontes da Avenida Transamazônica e da Rodovia dos Bandeirantes, ambas na Avenida John Boyd Dunlop, a desculpa é requentada: que os projetos precisaram ser modificados e que como o dinheiro é federal, deve ser submetido ao Governo e o trâmite é burocrático. A mesma resposta já tinha sido dada ao ODC em janeiro de 2020.

No caso da ponte da Bandeirantes, a desculpa também é a mesma: o projeto precisou passar por trâmites na AutoBAn, concessionária da rodovia, e na Artesp, do Governo do Estado. Curiosamente em 2020 havia sido confirmado que já estava “tudo certo” e que a obra iria começar em março. Só não disse de que ano. Para as duas pontes, o secretário disse que em maio as obras começam… Vamos acompanhar todos os dias de maio para saber se isso é verdade ou não.

Sobre os atrasos nas obras do Corredor Ouro Verde, a desculpa é ainda mais estapafúrdia: que o consórcio construtor enfrentou dificuldades por conta da pandemia do novo coronavirus. E que apesar do consórcio ter sido multado em R$ 10 milhões, eles procuraram a prefeitura para fazer uma proposta de retomada das obras, o que foi aceito.

Curiosamente mesmo com essa tal proposta aceita, por enquanto obscura, as obras andam a passos de tartaruga manca. É só ver o novo Terminal Ouro Verde, completamente parado, abandonado e cheio de mato. Nem a ponte do Jardim Marajó, anunciado com todas as pompas por vereadores, não está pronta até hoje.

Apesar de todos esses atrasos, Barreiro disse que o sistema já pode funcionar normalmente, com os veículos apropriados, pois as “obras não vão atrapalhar a operação do BRT”. Ele também adiantou que a Emdec já está com um plano emergencial para o início das operações antes da licitação do sistema de transportes, e que mesmo que a licitação saia antes do final das obras, a operação não será afetada.

Será interessante saber como se fará embarque e desembarque no novo Terminal Ouro Verde…

Confiram a entrevista em:

Da Redação ODC.