Brasileiro usa menos dinheiro e mais cartões na hora de pagar compras em supermercados

 Brasileiro usa menos dinheiro e mais cartões na hora de pagar compras em supermercados

Valéria Hein – Imagem Ilustrativa

De janeiro e setembro deste ano, a DMCard movimentou nos cartões que administra, em sua grande maioria cartões de supermercados, R$ 2,8 bilhões em pagamentos. Além de um novo recorde para a empresa, comparado ao mesmo período do ano anterior, o montante representa um crescimento de 39,5%. Com resultados que se superam a cada ano e com a ampliação de seus produtos financeiros, o Grupo tem atraído cada vez mais a atenção de investidores no mercado de capitais.

Após alcançar nota “A-“ pela Fitch Ratings e “AA-“ pela S&P Global, em um duplo processo de rating com resultados bastante positivos, a DMCard captou R$ 100 milhões em um Bookbuilding. Um processo que teve início com um roadshow para aproximadamente 60 casas investidoras, das quais, 21 apresentaram suas propostas para aquisição de cotas do FIDC DMCard. A Coordenadora Líder da Oferta foi a XP Investimentos.

“Normalmente, nossas captações anteriores se davam apenas por meio de emissão estruturada de debêntures. Tais estruturas já vinham sinalizando ao mercado que somos uma empresa extremamente sólida, além de garantir nosso crescimento acelerado”, conta Tharik Moura, Diretor Estratégico e CFO da DMCard.


“Os investidores têm entendido que o cartão de loja, nosso principal produto de crédito, tem se tornado essencial para manter o poder de compra das classes mais baixas em momentos de cenário econômico desafiador como o que vivemos. Ou seja, uma ferramenta estratégica para as famílias e também para o varejo. Afinal, de acordo com o IBGE, ao contrário das compras no cartão de loja, as vendas nos supermercados caíram quase 3%”, destaca Moura, citando os dados mais atualizados consolidados pelo IBGE, de janeiro a agosto deste ano.

O Processo de bookbuilding

O diretor comenta sobre as intenções apresentadas pelas 21 casas manifestando seu interesse de compra, que foram muito generosas, reforçando a confiança nos resultados da empresa. “Uma delas, chegou a apresentar um cheque de R$ 65 milhões, ou seja, um único cheque cobriria 65% de nossa meta de captação. Lembrando que de todos estes investidores, apenas 4 (quatro) já conheciam a operação da DMCard, outros 17 estiveram em contato conosco pela primeira vez. Temos confiança no trabalho desenvolvido ao longo dos anos e acreditávamos que teríamos êxito na oferta, mas devo confessar que superou as expectativas mais otimistas”.

Para atender as melhores práticas de compliance da oferta, houve a realização de um bookbuilding transparente e justo. Isso significa que cada uma das casas teve a chance de demonstrar interesse de compra de até R$ 100 milhões, e ao final do processo, cada investidor foi alocado de forma proporcional ao que seu interesse representava sobre o volume total da demanda recebida

“Os recursos captados serão destinados para assegurar o elevado crescimento do Grupo, seja através da prospecção e parcerias com novas redes varejistas, como também, por meio da aquisição de carteiras de crédito de operações de varejo alimentar, que já somam 5 (cinco) nos últimos 2 anos.”, conclui Tharik Moura.

Variação do ticket médio acima do IPCA aponta para carrinhos mais cheios

O ticket médio registrado por compras realizadas nos cartões DMCard, em setembro, foi de R$ 184,84, um aumento de 24,5% em comparação com o mesmo mês de 2020, quando foi registrado R$ 148,46 por compra.

Como o IPCA acumulado de 12 meses foi de 10,25%, é possível identificar que a variação também foi estimulada por carrinhos mais cheios em compras pagas com o cartão do supermercado.

Procura pelos cartões também bate recorde

A percepção do cartão de loja como um aliado no aumento do poder de compra para abastecer a despensa do lar também está no olhar do consumidor. Isso trouxe um fenômeno inédito para a DMCard, que tem acompanhado o número de propostas solicitando novos cartões dar um salto.

De janeiro a setembro deste ano, a busca por novos cartões (que no ano passado já registrara um crescimento acelerado), cresceu 61%, com mais de 1,8 milhão de propostas recebidas.

Leia também: Sobremesas ganham destaque na 14ª edição Campinas Restaurant Week

Outras notícias

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *