Câmara dos Vereadores de Campinas corta benefícios de “supersalários” e economiza R$ 1,5 milhão

 Câmara dos Vereadores de Campinas corta benefícios de “supersalários” e economiza R$ 1,5 milhão

Na reta final da legislatura 2017-2020, a Câmara dos Vereadores de Campinas aprovou uma série de reduções e extinções de penduricalhos de seus funcionários.

Foram afetados 30 servidores ativos e 20 aposentados que tinham conseguido aumentar seus vencimentos por promoções que ocorreram entre os anos de 1990 e 1992.

O problema é que essas promoções foram consideradas irregulares pelo Tribunal de Contas do Estado. Com isso, o presidente Marcos Bernardelli optou por revogar 100 atos da casa que dizem respeito a esses aumentos.


Com esses cortes, a economia anual deverá ser da ordem de R$ 1,5 milhão. Alguns salários já estavam perto de R$ 24 mil e em um dos casos, chegou a R$ 40 mil.

Os servidores da ativa, dessa forma, voltam a seus cargos de origem e os aposentados terão as devidas reduções. Apesar da redução, o dinheiro extra não precisará ser devolvido pelos beneficiários já que foi considerado que não houve má-fé dos servidores.

Da Redação ODC.
Fonte: Correio Popular
Leia também: Casal ainda mantém isolamento social rígido e não recebe visitas nem de parentes

Outras notícias