Campinas volta ao Estado de Atenção por conta das fortes chuvas em toda a cidade

·

·

·

Tags:

Campinas voltou ao Estado de Atenção na manhã desta quarta-feira, 4 de janeiro, pelo excesso de chuva registrado nas últimas horas (ontem a cidade estava em estado de observação). O índice pluviométrico (que mede chuvas acumuladas) nas últimas 72 horas chegou em 98,9 milímetros na manhã de hoje.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil do município, Sidnei Furtado, quando o índice ultrapassa os 80 milímetros acumulados já é considerado Estado de Atenção, pois aumenta muito o risco de alagamentos, quedas de árvores, deslizamentos, desabamentos e quedas de muros. A Defesa Civil intensifica as vistorias preventivas em locais considerados de risco.

A saturação do solo pelo grande volume de água acumulada amplia os riscos de deslizamento de terras e desabamento de imóveis. Por isso, podem também ser realizadas interdições preventivas em decorrência das vistorias preventivas das equipes da Defesa Civil.

O Plano de Contingência trabalha com quatro níveis de alerta e cada um deles desencadeia uma ação específica. São os seguintes: nível 1 – Estado de Observação, quando chove até 80 milímetros (mm), e há um acompanhamento dos índices pluviométricos; nível 2 – Estado de Atenção, quando o índice pluviométrico fica acima de 80,1 mm e são realizadas vistorias de campo em áreas de risco; nível 3 – Estado de Alerta, com remoção preventiva da população das áreas de risco iminente indicadas pelas vistorias; nível 4 – Estado de Alerta Máximo, deflagra a remoção de toda a população que mora em áreas de risco.

As informações são da Prefeitura de Campinas.
Leia também:
Busca por procedimentos estéticos cresce no verão