Enfermeiro chama guardas municipais de “analfabetos” após ser abordado em Campinas


Um enfermeiro de 43 anos de idade chamou guardas municipais de Campinas de “analfabetos” nesta última sexta-feira, dia 04/12. A situação aconteceu por conta da falta de uso de máscara.

O homem foi detido junto com sua esposa, que estava na sua companhia. Ele disse que os guardas eram analfabetos e que ele tinha um curso superior. Ambos estavam na Rua Álvares Machado, no Centro.

Durante a abordagem, o enfermeiro perguntou se os guardas trabalhavam na Vigilância Sanitária e que eles não eram autoridades no assunto e além disso, que ele entendia mais do assunto que os GMs.

Os guardas tinham pedido o documento do enfermeiro para fazer a autuação quando foram chamados de analfabetos. Além disso, o homem tirou a máscara várias vezes durante a discussão.

Além de ser detido com sua esposa e encaminhados para o primeiro distrito policial, ambos foram multados em 100 reais, conforme determina um decreto municipal para quem não usar a máscara nas ruas.

Da Redação ODC.
Leia também: Governo do Estado anuncia que vacinação contra Coronavirus em SP deve começar em janeiro

Conteúdo relacionado

Busque

Linhas de Campinas

Linhas de Paulínia

Linhas de Hortolândia

Linhas de Sumaré