Enfermeiro chama guardas municipais de “analfabetos” após ser abordado em Campinas

 Enfermeiro chama guardas municipais de “analfabetos” após ser abordado em Campinas

Daniel Mafra

Um enfermeiro de 43 anos de idade chamou guardas municipais de Campinas de “analfabetos” nesta última sexta-feira, dia 04/12. A situação aconteceu por conta da falta de uso de máscara.

O homem foi detido junto com sua esposa, que estava na sua companhia. Ele disse que os guardas eram analfabetos e que ele tinha um curso superior. Ambos estavam na Rua Álvares Machado, no Centro.

Durante a abordagem, o enfermeiro perguntou se os guardas trabalhavam na Vigilância Sanitária e que eles não eram autoridades no assunto e além disso, que ele entendia mais do assunto que os GMs.


Os guardas tinham pedido o documento do enfermeiro para fazer a autuação quando foram chamados de analfabetos. Além disso, o homem tirou a máscara várias vezes durante a discussão.

Além de ser detido com sua esposa e encaminhados para o primeiro distrito policial, ambos foram multados em 100 reais, conforme determina um decreto municipal para quem não usar a máscara nas ruas.

Da Redação ODC.
Leia também: Governo do Estado anuncia que vacinação contra Coronavirus em SP deve começar em janeiro

Outras notícias