Gratuidade no transporte: Quem precisa e quem não precisa de cartão para entrar

 Gratuidade no transporte: Quem precisa e quem não precisa de cartão para entrar

Os direitos à gratuidades e descontos no transporte público da região de Campinas ainda geram muitas discussões. Recemente um vídeo que circulou nas redes sociais levantaram dúvidas sobre a necessidade do uso de cartão ou não.


No transporte urbano de Campinas, têm direito a gratuidade as pessoas com mais de 65 anos de idade e as pessoas que possuam algum tipo de deficiência. Outras pessoas têm direito a descontos na tarifa, como estudantes.

Já no transporte metropolitano há gratuidade para pessoas com mais de 65 anos, estudantes, deficientes e alguns profissionais como professores de determinadas faixas de ensino.

Apesar disso, apenas os idosos têm direito de embarcar sem usar o cartão do transporte, pois são amparados por uma lei federal que lhes dá direito de embarcar apenas apresentando um documento de identificação com foto. A conferência da idade deve ser feita pelo motorista e o embarque pode ser feito por qualquer porta.

Deficientes precisam usar o cartão, mesmo que o embarque seja feito pela porta traseira. Periodicamente há a necessidade de apresentar laudos médicos para que o benefício tenha continuidade, e por isso há a necessidade de registrar a passagem na catraca, mesmo que seja com a apresentação do cartão e o giro da catraca com a mão.

Em alguns casos acompanhantes também têm direito à gratuidade, e também precisam passar pela catraca. Estudantes com gratuidade seguem a mesma regra: apresentam o cartão e passam pela catraca.

A passagem pela catraca é necessária para que o operador do transporte tenha conhecimento de quantas pessoas usufruíram daquele benefício, já que o valor depois é cobrado do órgão gestor ou é rateado entre os demais passageiros no reajuste da tarifa.

Para maiores informações, o usuário pode entrar em contato com a Emdec, através do site www.emdec.com.br, ou com a EMTU no site www.emtu.sp.gov.br

Da Redação ODC.
Leia também: Jonas Donizette determina 100% dos ônibus nas ruas ao menos nas horas de pico

Outras notícias