Homem rejeitado em seleção de comissário de bordo abre franquia de produtos para barba

 Homem rejeitado em seleção de comissário de bordo abre franquia de produtos para barba

De acordo com o levantamento divulgado pela Associação Brasileira de Franchising (ABF) o segmento no ramo de beleza cresceu 35% nos últimos 3 anos. Outros dados liberados pela Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec), em 2017 o setor faturou mais de R$ 47,5 bilhões, um aumento de 2,8% comparado ao ano anterior.

Os homens também não ficam para trás, segundo um levantamento Quorum Brasil (empresa de pesquisas do mercado) 38% deles se preocupam com a aparência e esse número cresce a cada ano. Isso se reflete no crescimento das barbearias “gourmet” que segundo a Euromonitor Internacional, cresceu 94,4% em 5 anos e chegam a faturar até R$ 100.000 mil por mês.

A Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) estima que o faturamento das vendas no e-commerce chegue a R$ 79,9 bilhões em 2019, um crescimento de 16% frente a 2018, o crescimento de 2018 em relação a 2017 foi de 12% segundo e-commerce news, os números são ainda mais otimistas quando comparado ao cenário internacional.


Em 2015, João Júnior se viu obrigado a raspar a barba para uma vaga como comissário de bordo, fez diversos cursos, mas foi rejeitado durante o processo. Em 2016 começou seu emprego como Bartender, onde trabalhava a tarde e a madrugada inteira, mas foi demitido sem justa causa.

Contando com o acerto que nunca veio para começar o seu negócio, frustrado e apaixonado por barba, ele decide arriscar, usa suas economias, faz empréstimos e cria pela primeira vez sua loja virtual.

A partir disso, em Abril de 2016 nasce o Barba Brasil, um dos líderes do mercado quando o assunto é produto para barba, o que começou com um sonho e muitas dívidas se transformou em um negócio milionário.

Com uma proposta de criar produtos naturais e de qualidade para a barba, o empresário fala que teve dificuldades no início, “Foi muito difícil no início, comecei o primeiro ano da empresa vendendo 2 mil por mês e gastando 5, mas não desisti, peguei empréstimos e fazia bicos para pagar os boletos”.

Tanto o mercado eletrônico quanto o de beleza masculina em alta ajudaram a empresa faturar em 2018 mais de 1 milhão com a sua loja virtual.

Com mais de 20 mil clientes durante seus anos de funcionamento, os produtos são encontrados no site Barba Brasil e atende desde pessoas físicas que acessam seu site até um atendimento especializado para barbearias, com produtos personalizados.

Seu Instagram acumula mais de 200 mil seguidores e diversas postagens desde dicas até postagens com tom de humor, além de eventos ao vivo toda quarta-feira e sorteios e promoções durante a semana.

As vendas são feitas principalmente através da sua loja virtual, e podem também ser encontradas em barbearias e lojas parceiras.

As informações são de responsabilidade da Dino

Outras notícias