Justiça aceita denúncia e pais do menino encontrado no barril viram réus

 Justiça aceita denúncia e pais do menino encontrado no barril viram réus

A Justiça aceitou a denúncia do Ministério Público e tornou o pai, a madrasta e a filha dela réus por tortura no caso do menino de 11 anos encontrado dentro de um barril no Jardim Itatiaia em 30 de janeiro.

A promotora Adriana Vacare Tezine considerou que, além da tortura em si, pelo fato do menino ter ficado preso em um barril por pelo menos um mês, segundo investigação da Polícia Civil, o pai também se tornou réu por abandono intelectual, já que o garoto não estava matriculado em nenhuma escola de Campinas no ano de 2020.

A denúncia do MP citou também o resultado de exame de corpo de delito, que apontou que a criança tinha lesões causadas por “agentes contundentes e corto-contundentes”.


Da Redação ODC.
Leia também: Filhotes de cachorrinhos são resgatados de bueiro em bairro de Hortolândia

Outras notícias