Mais da metade dos projetos apresentados pelos vereadores de Campinas são nomes de ruas e praças

·

·

·

Tags:

Os projetos votados e aprovados pela Câmara dos Vereadores de Campinas nesta legislatura mostram que a cidade está praticamente em segundo plano. Mais da metade dos projetos aprovados são irrelevantes para os munícipes.

Neste ano, até a semana passada, quase 60% dos projetos protocolados são nomes de ruas e praças. Entre os projetos protocolados pelo prefeito Jonas Donizette, quase 70% são homenagens. O vereador que mais protocolou projetos para nomes de praças foi Carmo Luiz.

Do outro lado, vereadores da oposição não tiveram nenhum projeto aprovado, corroborando com a teoria do aparelhamento da Casa pelo Executivo. Marcelo Silva, Tenente Santini e Nelson Hossri não conseguiram emplacar nada por serem contra o prefeito Jonas.

Alguns vereadores justificaram que determinados projetos propostos por eles não vão para votação pois ou já existem ou são inconstitucionais, por isso acabam ficando nesses projetos mais irrelevantes.

Há também os vereadores que pedem tapa buracos, corte de matos e outras melhorias em seus currais eleitorais, com o objetivo de mostrar que estão fazendo alguma coisa pela comunidade, apesar dessas atribuições serem prerrogativa do Executivo. Edison Ribeiro e Filipe Marchesi são os líderes nessas preposições.

Ano que vem tem eleição, e com certeza muitos vereadores tentarão um novo mandato. Deveriam se preocupar em fazer algo útil, já que são muito bem remunerados para isso.

Da Redação ODC.