Menino no barril: Governo Federal garante ajuda psicológica ao garoto

 Menino no barril: Governo Federal garante ajuda psicológica ao garoto

O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, do Governo Federal, fez uma reunião para falar sobre o caso do menino encontrado em um barril em Campinas.

Nessa reunião, foi definido que será garantido acompanhamento psicológico ao menino vítima dos maus-tratos e análise minuciosa sobre seu futuro, que pode envolver o acolhimento por parentes, uma instituição ou família acolhedora.

Em nota, o ministério informa que o assunto é acompanhando pela Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente.


A reunião contou com membros da secretaria e de diversos órgãos que compõem o Sistema de Garantia de Direitos, sendo encaminhadas as primeiras diretrizes sobre o caso.

“Dessa reunião saíram alguns encaminhamentos com relação à criança:

a) Garantia de acompanhamento psicológico;

b) Garantia de análise minuciosa do caso para decisão acerca do encaminhamento aos cuidados da família extensa, do acolhimento institucional ou do acolhimento familiar (família acolhedora)”, diz o comunicado.

Ainda segundo o governo federal, após o relato de atuação do Conselho Tutelar e de outros órgãos, outros encaminhamentos foram realizados “com o objetivo de fortalecer a Rede de Proteção da cidade de Campinas”.

“Dentre eles, a articulação para a criação de Conselhos Tutelares e, consequentemente, suprir a deficiência de pessoal para atendimento de qualidade à população do município; fortalecimento da Rede de Proteção por meio dos cursos oferecidos pela Escola Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (ENDICA), com cursos online, gratuitos e certificados; capacitação para o uso do Sistema de Informações para Infância e Adolescência (SIPIA); e articulação com membros do Poder Legislativo para equipagem dos Conselhos Tutelares por meio de emendas parlamentares”, conclui, em nota.

Outras notícias