Menino no barril: Governo Federal garante ajuda psicológica ao garoto


O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, do Governo Federal, fez uma reunião para falar sobre o caso do menino encontrado em um barril em Campinas.

Nessa reunião, foi definido que será garantido acompanhamento psicológico ao menino vítima dos maus-tratos e análise minuciosa sobre seu futuro, que pode envolver o acolhimento por parentes, uma instituição ou família acolhedora.

Em nota, o ministério informa que o assunto é acompanhando pela Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente.

A reunião contou com membros da secretaria e de diversos órgãos que compõem o Sistema de Garantia de Direitos, sendo encaminhadas as primeiras diretrizes sobre o caso.

“Dessa reunião saíram alguns encaminhamentos com relação à criança:

a) Garantia de acompanhamento psicológico;

b) Garantia de análise minuciosa do caso para decisão acerca do encaminhamento aos cuidados da família extensa, do acolhimento institucional ou do acolhimento familiar (família acolhedora)”, diz o comunicado.

Ainda segundo o governo federal, após o relato de atuação do Conselho Tutelar e de outros órgãos, outros encaminhamentos foram realizados “com o objetivo de fortalecer a Rede de Proteção da cidade de Campinas”.

“Dentre eles, a articulação para a criação de Conselhos Tutelares e, consequentemente, suprir a deficiência de pessoal para atendimento de qualidade à população do município; fortalecimento da Rede de Proteção por meio dos cursos oferecidos pela Escola Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (ENDICA), com cursos online, gratuitos e certificados; capacitação para o uso do Sistema de Informações para Infância e Adolescência (SIPIA); e articulação com membros do Poder Legislativo para equipagem dos Conselhos Tutelares por meio de emendas parlamentares”, conclui, em nota.

Conteúdo relacionado

Busque

Linhas de Campinas

Linhas de Paulínia

Linhas de Hortolândia

Linhas de Sumaré