Motorista de aplicativo aceita corrida, espera no hospital e não cobra de mãe que estava com filha doente


Um motorista de aplicativo foi destaque na semana passada após ser chamado para uma corrida e não cobrar absolutamente nada por ela. Até aí isso não é totalmente incomum, mas o que chamou a atenção foi o motivo.

Daniel de Oliveira Torres foi chamado pela autônoma Bruna Silva Santos para levar a filha dela até um pronto socorro já que a criança estava com uma febre muito alta. Por algum problema no aplicativo a corrida começou antes da hora e Bruna ligou pedindo o cancelamento da viagem.

Nesse ponto Daniel disse para ela avisar onde estava que iria buscá-la. O motorista esta em seu primeiro dia no Uber e correu para chegar até à casa da cliente. Lá, fez o embarque das passageiras e foi direto para uma UPA.

No meio do caminho a criança chegou a vomitar dentro do carro mas o motorista disse para que não se preocupasse com esse detalhe. Daniel fez a corrida rapidamente, chegou até a UPA e ficou esperando até o final do atendimento. Quando tudo já tinha terminado, o motorista levou Bruna de volta pra casa e não cobrou nada pela corrida.

O caso aconteceu na cidade de São Gonçalo, no Rio de Janeiro. Daniel disse que no momento pensou apenas em seus três filhos e que deveria ajudar a mulher, da qual virou amigo após o fato. Ele trabalha em um supermercado durante o dia e à noite iniciou no Uber.

Da Redação ODC.

Conteúdo relacionado

Busque

Linhas de Campinas

Linhas de Paulínia

Linhas de Hortolândia

Linhas de Sumaré