Prefeitura de Campinas emite alerta de dengue e divulga bairros com maior incidência da doença; Confira lista

·

·

·

Tags:

A Prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde, divulgou, nesta terça-feira, 10 de janeiro, um novo alerta da dengue em Campinas. O documento informa as áreas que estão com alto risco de transmissão da doença. São dez bairros localizados nas regiões Sudoeste (Parque das Indústrias); Norte (Jardim Aurélia e Vila Padre Anchieta), Noroeste (Jardim Lisa, Jardim Vila União, Parque Valença 1, Residencial Colina das Nascentes e Satélite Íris 1), Sul (Jardim Nova América) e Leste (Jardim Conceição).

O objetivo do alerta é estimular a população para verificação dos potenciais criadouros em casa.

A luta contra as arboviroses exige uma contrapartida de toda a sociedade. A Prefeitura mantém um programa de controle e prevenção da doença. Mas cada cidadão precisa fazer a sua parte, destinando corretamente os resíduos e evitando criadouros. Levantamento do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa) aponta que 80% dos criadouros estão dentro de casa. O trabalho realizado pela Prefeitura é ininterrupto.

Para acabar com a proliferação do mosquito é preciso evitar acúmulo de água, latas, pneus e outros objetos. Os vasos de plantas devem ter a água trocada a cada dois dias. É importante, também, vedar a caixa d’água. Os vasos sanitários que não estão sendo usados devem ficar fechados.

Casos

Em 2022 foram confirmados 11.245 casos de dengue (dados parciais, até 10 de janeiro de 2023). Quatro pessoas morreram em decorrência da doença no não passado.

Comitê

Em 2015, a Prefeitura de Campinas criou o Comitê de Prevenção e Controle das Arboviroses, que reúne 14 secretarias: Secretarias Municipais de Governo; Saúde; Educação; Serviços Públicos; Verde, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; Gestão e Desenvolvimento de Pessoas; Administração; Comunicação; Trabalho e Renda; Esportes e Lazer; Cultura e Turismo; Habitação; Relações Institucionais, e Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos.

Também participam a Defesa Civil, o Serviço 156, a Rede Mário Gatti e a Sanasa. No comitê é discutida a situação epidemiológica da cidade e, a partir disso, são desencadeadas as ações intersetoriais.

Mais informações

O hotsite https://dengue.campinas.sp.gov.br traz mais informações e mostra como colaborar no combate ao Aedes aegypti.

As informações são da Prefeitura de Campinas.
Leia também:
Como funciona a preparação de atores para TV e cinema?