Prefeitura de Campinas publica resultado final da classificação do Programa Juventude Conectada

·

·

·

Tags:

A Prefeitura de Campinas, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos, publicou no Diário Oficial desta sexta-feira, dia 10 de fevereiro, o resultado final da classificação do processo seletivo do Programa Socioeducativo Juventude Conectada; 120 jovens, após a fase de entrevistas, darão início às atividades nos telecentros em março. O resultado final pode ser acessado no link: https://portal-api.campinas.sp.gov.br//sites/default/files/publicacoes-dom/dom/496184558402455844961810.pdf.

A prova foi a segunda fase do processo seletivo. A avaliação, aplicada em 22 de janeiro, classificou 175 jovens e incluiu questões objetivas de informática, português e matemática. A próxima etapa consiste em entrevistas em que os jovens farão a comprovação dos dados cadastrados na fase de inscrição, como idade, renda e local de residência. Os candidatos serão convocados para entrevista junto à equipe do Programa na sede da Coordenadoria da Juventude.

Os 120 jovens firmarão Termo de Adesão próprio e individualizado, sendo que os menores de 16 anos deverão ser representados por seus pais e ou responsáveis diretos, e os jovens de 16 a 18 anos necessitarão ser assistidos por seus pais e ou responsáveis diretos. O Termo de Adesão será firmado pelo período de 12 meses, prorrogáveis por igual período, ou em frações, sendo que a soma do prazo inicial, com as prorrogações, não poderá exceder 24 meses.

Após assinatura do Termo, os jovens terão início às atividades no Programa em 15 de março e participarão de atividades de acolhimento e formação inicial. Os aprovados receberão uma bolsa-auxílio de R$ 642,20, equivalente a 152,6 Unidades Fiscais de Campinas (UFICs), por 20 horas semanais (quatro horas diárias), divididas entre formação e atividades nos telecentros. Os bolsistas também recebem vale-transporte.

A previsão de início das ações nos telecentros é 20 de março, onde os participantes farão atendimento à comunidade acesso gratuito orientado às tecnologias, além de incentivar atividades para a efetiva utilização dos telecentros no desenvolvimento local. Os bolsistas participam de oficinas em cultura digital, preparação para o atendimento e gestão dos telecentros, incentivo ao estudo e formação para o mercado de trabalho.

As informações são da Prefeitura de Campinas.
Leia também:
Vendas via WhatsApp: como usar essa estratégia no e-commerce?