Prefeitura faz reunião para explicar o BRT, e aparecem 50 pessoas no Satélite Íris


A primeira reunião aberta sobre a nova operação do BRT (Bus Rapid Transit – Ônibus de Trânsito Rápido) reuniu cerca de 50 pessoas no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP), no Satélite Íris, nesta quarta-feira, 4 de outubro. Promovido pela Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) e pela Secretaria de Transportes (Setransp), o encontro detalhou as mudanças no Corredor BRT Campo Grande, que terá três novas linhas a partir do dia 20 de outubro – duas semiexpressas (BRT21 e BRT26) e uma paradora (BRT25).

Até lá, a Emdec e a Setransp promovem a Campanha “Experimenta o BRT”, para esclarecer os benefícios da utilização das linhas BRT – agilidade, previsibilidade, estações mais modernas, conforto e segurança.

Os detalhes da nova operação foram apresentados pelo presidente da Emdec, Vinicius Riverete. “Quero agradecer o prefeito Dário Saadi pela coragem de enfrentar o desafio de tornar realidade a operação do BRT. Quem move o país está dentro dos ônibus. Por isso, melhorar a qualidade do transporte público é nossa prioridade, desde a operação dos ônibus até a melhoria das estruturas de terminais e pontos de ônibus”, disse.

Entre as dúvidas apresentadas pelos participantes durante o encontro: mudanças nas linhas convencionais – 212, 214, 221, 222, 223, 224, 225, 228, 229 e 231, que saem do corredor exclusivo para garantir o desempenho e a agilidade na operação das linhas BRT. Riverete enfatizou que nenhuma linha convencional será retirada com a nova operação.

“Decidimos fazer uma transição harmoniosa para que a população perceba a eficiência e a rapidez do BRT e, assim, decida migrar para as novas linhas”. E destacou outra novidade da operação – o atendimento ao Corredor Central (Rótula) pelas linhas BRT20 e BRT25, dando opção para que os usuários das linhas convencionais façam a integração com as paradoras do BRT nos terminais e sigam até o Corredor Central, com mais rapidez pelas faixas exclusivas.

A integração foi outro ponto questionado pelos participantes. O usuário que migrar para o BRT a partir de uma linha convencional terá garantido o tempo de integração de duas horas, pagando a tarifa ao embarcar na primeira linha. Sobre casos de vandalismo registrados recentemente, foi anunciado que as estações e terminais BRT estão recebendo câmeras de monitoramento para coibir estas ações.

A reunião também teve a participação do vereador Edison Ribeiro; do diretor-geral do IFSP, Eberval Oliveira Castro; dos membros do Conselho Municipal de Trânsito e Transporte, Pedro André dos Santos e Sandra Maria Ferreira da Rocha; além de representantes de associações de moradores da região do Campo Grande. Na fase que tirou as dúvidas dos participantes, também representaram a Emdec o diretor de Planejamento e Projetos, Wilson Folgozi de Brito, e o gerente da Divisão de Fiscalização e Operação da Emdec, Claudionir de Sá.

Nova operação do BRT Campo Grande

A partir do dia 20 de outubro, passam a operar o BRT Campo Grande as linhas semiexpressas BRT21 e BRT26, que têm como destino o Terminal Mercado. A BRT21 parte do Terminal Campo Grande e atenderá a estação Rossin, PUC/Roseiras, Londres, Aurélia e Rodoviária (BRT21). A BRT-26 parte do Terminal Satélite Íris e atenderá as estações PUC / Roseiras, Londres, Aurélia e Rodoviária.

Já a linha paradora BRT25 partirá do Terminal Satélite Íris e atenderá todas as estações seguintes do Corredor Campo Grande, além do Corredor Central (Rótula). Além disso, a linha BRT20, criada em novembro de 2022, agora paradora, atenderá todas as estações do corredor, partindo do Terminal Campo Grande e também circulará no Corredor Central.

As linhas BRT20 e BRT25 (paradoras) irão operar ao longo de todo o dia, de segunda a segunda-feira. As duas linhas semiexpressas (BRT21 e BRT26) circularão de segunda a sexta-feira, nos horários de pico (5h às 8h; 16h às 19h).

Experimenta o BRT: três novos encontros

A campanha de esclarecimentos sobre a nova fase da operação do BRT contará com outros três encontros com a população do Campo Grande, no CEI “Amélio Rossin” (07/10), na EMEF/EJA Profª Clotilde Barraquet Von Zuben (10/10) e no Ceprocamp – Centro Cultural José Alves (18/10). O objetivo é alcançar o maior número de usuários da região.

Para orientar os usuários, as equipes da Emdec também farão abordagens educativas antes e depois do início da operação das novas linhas, nos horários de pico, junto às estações e terminais BRT e em pontos do Corredor Central. A campanha de orientação incluiu ainda treinamentos nas garagens das empresas operadoras, publicações nas redes sociais, cartazes nas linhas municipais e distribuição de folhetos informativos.

Serviço:

Reunião Aberta “Experimenta o BRT”

07/10 (Sábado) – 9h | CEI “Amélio Rossin” – R. Gertrudes Moro Rossin, 800 – Rossin.
10/10 (Terça) – 18h30 | EMEF/EJA “Profª Clotilde Barraquet Von Zuben” – Av. Nelson Ferreira de Souza, s/nº – Florence.
18/10 (Quarta) – 18h | Ceprocamp – Centro Cultural José Alves – Av. Mário Scolari, 91 – Satélite Íris.

As informações são da Prefeitura de Campinas.
Leia também:
Ação para uma infância ativa, saudável e feliz vai agitar o kartódromo da Lagoa do Taquaral

Conteúdo relacionado

Busque

Linhas de Campinas

Linhas de Paulínia

Linhas de Hortolândia

Linhas de Sumaré