Quatro cuidados ao fazer Rinoplastia no verão

 Quatro cuidados ao fazer Rinoplastia no verão

Evitar exposição ao sol e uso de protetor solar são algumas das recomendações para uma boa recuperação

São Paulo, janeiro de 2022 – Realizar qualquer procedimento cirúrgico exige cuidados no pós-operatório, porém, no verão é preciso dobrar a atenção, pois devido aos dias quentes, muitas pessoas acabam indo para áreas abertas e de muita exposição ao sol e à luz.

Na rinoplastia o cuidado deve ser ainda maior, pois o nariz é uma área sensível e difícil de ser coberta. A exposição ao sol pode causar manchas, secreções, aumentar o inchaço e influenciar na cicatrização.


O otorrinolaringologista da Clínica Dolci em São Paulo e professor da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, Dr. Eduardo Landini Lutaif Dolci, destaca alguns cuidados importantes para cuidar da rinoplastia no verão.

– Fuja da exposição ao sol: é recomendado que nas primeiras semanas após o procedimento o paciente fuja do sol, pois a exposição pode piorar o edema e causar manchas. Quando o contato com o sol for liberado pelo especialista, é indicado fazer uso de protetor solar, preferencialmente com cor!

– Evite altas temperaturas: as altas temperaturas podem causar inchaço no local, principalmente nas primeiras semanas após o procedimento, e com isso atrapalhar o processo de cicatrização. Busque ficar em locais com temperaturas amenas ou moderadas.

– Cuidados com os curativos: após a cirurgia é realizado um curativo externo com micropore e uma placa (tala) que permanecerá por sete dias. Esse curativo não pode ser molhado e a limpeza do local pode ser feita com toalha ou lenço umedecido. Após os sete dias, o curativo é trocado e os cuidados devem continuar por pelo menos mais uma semana!

– Cautela na piscina ou no mar: até que a cirurgia esteja totalmente cicatrizada, é proibido molhar a região, portanto, cautela ao entrar na piscina e no mar.

Lembre-se de que o resultado não depende somente do médico, mas também do comportamento do paciente durante o pós-cirúrgico.

Sobre o especialista: Dr. Eduardo Landini Lutaif Dolci é sócio da Clínica Dolci Otorrinolaringologia e Cirurgia Estética Facial, em São Paulo; Professor Instrutor de Ensino do Departamento de Otorrinolaringologia da Santa Casa de São Paulo; Membro titular da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico Facial; Membro eleito da Comissão de Residência e Treinamento da Sociedade Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial; Membro titular da Academia Brasileira de Cirurgia Plástica da Face. www.facebook.com/clinicadolci

Leia também: Morre aos 91 anos a cantora Elza Soares

Outras notícias