Secretário de Transportes diz que BRT será entregue no mesmo prazo que antes, mesmo com prorrogação

 Secretário de Transportes diz que BRT será entregue no mesmo prazo que antes, mesmo com prorrogação

CBN

O secretário de transportes Carlos José Barreiro deu explicações totalmente descabidas em entrevistas à imprensa nesta última quinta-feira, dia 23/01. Como de praxe, o secretário não admitiu que as obras do BRT estão em atraso, mas sim que houve um ajuste de ordem “administrativa”. Barreiro veio à público dar esclarecimentos depois da forte repercussão negativa da série de reportagens do ODC denunciando o atraso nas obras.

Barreiro disse que a prorrogação do prazo das obras é apenas para “ajustar” todas as obras para que terminem juntas, ainda neste ano. A  prorrogação dos contratos seria apenas como “garantia”, ou seja, caso acontecer algum problema com a obra, o contrato ainda estará em vigência para que sejam feitos os devidos reparos.

Ele disse ainda que as etapas finais das obras acontecerão até abril deste ano, quando serão feitos os acabamentos das estações e de outros trechos para que o BRT inicie a operação ainda neste ano, conforme prometido em 2017.


Nas ruas não é bem isso que é visto. Muitos trechos parados, inacabados e outros ainda nem iniciados, o que configura a total impossibilidade da obra ser completamente concluída ainda neste ano. O ODC está mostrando vários trechos que ainda nem tiveram início de obras, o que configura um sério atraso. O secretário justifica que o contrato prorrogado não tem nada a ver com a finalização “física” da obra, ou seja, que tudo estará pronto sim, dentro do prazo.

Com essa declaração, o ODC vai continuar com a contagem regressiva normal, já que Barreiro disse que será finalizado sim até o meio deste ano, mesmo todo mundo sabendo, até as formigas dos canteiros, que isso não irá acontecer. A única hipótese disso acontecer é se houver uma aceleração muito grande das obras, o que muito provavelmente não irá acontecer.

Barreiro também disse que não haverá custos maiores das obras, e que a prorrogação é apenas de tempo. Sobre a garantia da obra, é descabida a declaração, pois se a obra for finalizada no prazo e dentro do contrato, se acontecer alguma coisa em poucas semanas, a construtora já não terá mais nenhuma responsabilidade?

O secretário ainda disse que haverá a “inauguração” de mais um trechinho minúsculo de pouco mais de um quilômetro no corredor Amoreiras no dia 5 de fevereiro, ou seja, nesse dia teremos mais um circo na cidade com o único intuito de enganar a população com falsas palavras. Seria mais bonito admitir o fracasso e que as obras estão atrasadas sim.

OBRAS GRANDES NÃO INICIADAS
Foram dadas explicações também sobre as obras grandes que sequer começaram, como a passagem subterrânea em frente ao Mário Gatti, o novo viaduto da Bandeirantes na John Boyd e a ponte atrás do Pague Menos, que todas incluímos como atrasadas. Barreiro disse que essas obras precisam de liberação “especial” de outros órgãos como Artesp, DAEE, etc. Oras, se já sabia que ia demorar tanto para obter essas licenças, por que não as pediu antes, lá em 2017? Ou Barreiro é excessivamente inexperiente e incompetente, ou está achando que a população tem cara de palhaço (ou as duas coisas). Isso só corrobora com a ideia de que as obras estão mesmo atrasadas e conduzidas de forma totalmente sem gerenciamento.

OPERAÇÃO COMEÇA NESTE ANO?
Para piorar a situação, Barreiro disse que o BRT estará operando ainda neste ano. Vejam essa matéria do G1 de maio de 2018 e acompanhem as promessas que ele mesmo fez na época e o que aconteceu até hoje: https://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/noticia/primeiros-trechos-do-sistema-brt-em-campinas-devem-receber-onibus-convencionais-diz-secretario.ghtml

As promessas de início de operação do BRT são antigas e nunca se cumprem. Por que iria ser cumprida agora, com as obras quase paradas em vários trechos? Como confiar em um homem desses?

Da Redação ODC.

Outras notícias