Transporte de Campinas não muda nada neste ano, e com obras atrasadas, talvez nem o BRT saia


A licitação do transporte coletivo de Campinas continua enrolada. A Emdec, com sua equipe “altamente técnica”, levou três anos para fazer um edital de péssima qualidade, em sua maior parte copiado literalmente de São Paulo, onde o sistema é gerido pela SPTrans.

Além de vários itens sem pé e nem cabeça, o Ministério Público e a Justiça entraram no meio e suspenderam tudo. Agora, pelo menos antes de abril nada será feito. Quem tiver interesse poderá mandar sua sugestão sobre o que poderia melhorar no transporte campineiro. As opiniões e sugestões podem ser enviadas até o final de março.

Paralelamente a tudo isso, o transporte de Campinas continua tudo como está: mesmas linhas, péssimo gerenciamento por parte da Emdec, etc. A tarifa não sobe por enquanto, mas é quase certeza que haverá reajuste ainda neste ano. A prefeitura deverá enrolar mas poderá fazer o anúncio do novo valor, que com certeza será o maior do país, entre março e abril, justamente para não desgastar muito o candidato do governo municipal para as eleições de outubro.

O BRT segue com suas obras atrasadas, mesmo com a prefeitura dizendo que está tudo em ordem. São diversos trechos com as obras paralisadas ou andando em ritmo de tartaruga. Há inclusive trechos liberados que sequer estão prontos, mostrando total falta de organização da prefeitura.

Em junho deveremos ter um novo panorama do transporte e o que deverá rolar até o fim do ano, mas uma coisa é certa: o BRT vai continuar atrasado e as obras não serão concluídas no prazo. Podem escrever.

Da Redação ODC.

Conteúdo relacionado

Busque

Linhas de Campinas

Linhas de Paulínia

Linhas de Hortolândia

Linhas de Sumaré