Vídeo de cadeirante “deixado para trás” por ônibus em Hortolândia foi fake news; Veja porquê

 Vídeo de cadeirante “deixado para trás” por ônibus em Hortolândia foi fake news; Veja porquê

Em meados do mês passado um vídeo começou a circular pelas redes sociais mostrando uma motorista da Transportes Capellini supostamente se recusando a levar um passageiro cadeirante na linha metropolitana 704 em Hortolândia. O vídeo foi gravado por uma mulher desconhecida e viralizou na internet.

Diante da situação exposta, a EMTU e o Consórcio Bus+, responsáveis pelo gerenciamento e operação da linha, respectivamente, se pronunciaram porém a real situação não veio à tona.

Na ocasião, o vídeo não foi mostrado na sua integridade, ou seja, houve trechos editados para distorcer a situação como um todo. Primeiramente o cadeirante foi transportado normalmente, assim como sempre é feito.


O cartão de gratuidade do cadeirante estava vencido desde maio do ano passado, mas mesmo assim a empresa fez o transporte dele durante todo o tempo. É importante lembrar que apenas idosos podem fazer o embarque de forma gratuita sem usar o cartão do sistema, pois eles podem mostrar apenas um documento com foto.

Qualquer outra gratuidade, como deficientes e escolar (quando há), é necessário ter o cartão para registro na catraca, mesmo que sem pagar a passagem.

O passageiro mostrado no vídeo sempre foi transportado pela empresa, inclusive pela motorista exposta no vídeo, que por sinal não teve direito de defesa. A informação de que a motorista teria sido agredida pela mulher que fez o vídeo não foi confirmada.

Quando aparecem vídeos na internet expondo pessoas e situações, é sempre importante verificar antes a veracidade dos fatos para que ninguém seja prejudicado injustamente.

Da Redação ODC.
Leia também: Detran realiza mutirão para atender casos de carteira de motorista em Campinas

Outras notícias