Precisa pegar ônibus? Consulte aqui!

Pesquise por prefixo

    Pesquise por ponto de interesse

      Vereador acusa Jonas de retaliação após tentar instalar uma CPI para investigar a Guarda Municipal

      ·

      ·

      ·

      Tags:

      A relação promíscua entre o executivo e o legislativo campineiro teve mais um capítulo na semana passada. O vereador Nelson Hossri, que pediu uma CPI para a Guarda
      Municipal, acusa o prefeito Jonas Donizette de tê-lo retaliado fazendo a transferência de sua irmã, que é servidora de carreira.

      A irmã de Hossri trabalha na Cultura desde 2003 e foi remanejada para trabalhar na Vila Padre Anchieta. Por conta disso, o vereador abriu um pedido de investigação
      junto ao Ministério Público. Foi enviado para a Rádio CBN Campinas o trecho de um áudio onde o secretário de Cultura, Ney Carrasco, não concorda com a
      transferência, mas dá a entender que o faria por motivos políticos:

      Carrasco: “Eu gosto muito de você e detesto ver esse tipo de coisa acontecendo”

      Servidora: “Agora…, qual é o motivo, Ney?”

      Carrasco: “Pois é, é… eu imagino, eu não tenho certeza mas eu imagino que seja o que você imagina também, né?”

      Nelson Hossri acusou Jonas de não querer ser investigado por nada, e como ele está no pé da prefeitura há muito tempo, acaba partindo para a retaliação, inclusive com
      membros de sua família.

      A prefeitura, obviamente, disse que isso não faz sentido, e que os remanejamentos acontecem com frequência. Disse ainda que caso seja solicitado pelo Ministério
      Público, irá esclarecer tudo.

      Da Redação ODC.

      [adinserter block=”4″]


      [adinserter block=”5″]