Caso Maria Clara: briga por causa de drogas pode ter motivado crime

 Caso Maria Clara: briga por causa de drogas pode ter motivado crime

A morte de Maria Clara Calixto, de 5 anos, pode ter sido motivada após uma discussão sobre vício em drogas.

A Polícia Civil de Hortolândia confirmou que Cássio Martins Camilo, 27, que confessou a morte da garota, também disse ser usuário de drogas — crack, especialmente.

O delegado que investiga o caso disse que o homem é psicótico e “não dá valor à vida de ninguém”.


A avó da garota, Zuleide Viana, contou que presenciou uma briga entre o casal na quarta-feira por causa do vício. A mãe de Maria Clara, Franciéle Nascimento, queria que o homem largasse o vício.

“Ela disse ‘não quero mais nada com você, cuida da sua vida’. Ele pegou a aliança e jogou fora”, contou.

Segundo Zuleide, Cássio a ameaçou.

“Falei para ele que, se não desse certo, era para eles irem cada um para seu lado. Ele olhou pra mim e disse: ‘Pode ficar tranquila. O que eu vou fazer: vou acabar com a sua vida e da sua filha’. Na minha cabeça, eu achei que ele fosse matar minha filha”, lembrou a avó de Maria Clara.

Maria Clara foi encontrada morta em um terreno baldio, a 100m da casa onde morava, na Vila Real. O homem foi preso e confessou o crime.

Da Redação ODC.
Leia também: Sai calendário de pagamentos do IPVA 2021; Valores estarão 6,77% menores

Outras notícias